quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Almoço para a Babalú...


Uma amiga muito especial, a minha "Babalú"... A F. foi minha colega de curso mas, curiosamente, poucas palavras trocámos durante a Faculdade. Houve apenas uma conversa muito inusitada sobre pés (já muito mais tarde ambas a recordámos!...) e alguns "olá, como estás?". Não seríamos amigas se o destino não tivesse querido que começássemos juntas o nosso percurso profissional. No mesmo dia, na mesma Instituição, no mesmo gabinete. A partir desse momento tornámo-nos muito amigas. Cúmplices e confidentes dos bons e maus momentos. Juntas percorremos muitas fases importantes da vida. Hoje já não vive no Porto, mas a distância não foi um entrave à amizade. Muitas e muitas vezes telefonamo-nos, "e-mailamo-nos" e mais importante que tudo, sabemos que quando há algo a partilhar, seja bom ou seja mau, somos das primeiras a saber. Como há pouco tempo uma notícia profissional muito boa para a F. Partilhada quase em directo. Este almoço foi um presente para a minha amiga. Para lhe dizer que é bom que uma mulher, jovem e do Norte, dê cartas destas. Como diria o outro "Porreiro, pá". E as maiores felicidades!... 


6 comentários:

guida c disse...

É o que eu chamo "servir amizade à mesa".
A ementa promete. Estou ansiosa pelas imagens :)
Abraço

turistaocasional disse...

Parabéns para mais uma ementa, que promete.
Parabéns para uma amizade que se fortifica com o tempo.
Parabéns para a F. ou se preferirem Babalu, por dar cartas na capital.

Beijinhos

Anónimo disse...

excelente post de amizade!
E sim, é muito bom celebrar os sucessos dos amigos.
Parabens à babalu e à babette
ps: estive quase a escrever baballu...

Anónimo disse...

Muito obrigada pelo teu carinho e pela tua amizade. E também pelo almoço delicioso.
Tua, Babalú

Babette disse...

Guida, Turista e "Anónimo"
É isso tudo! Um alomoço e post sobre amizade.

Babalú,
Obrigada eu pela tua amizade. Por estares sempre aí, mesmo que agora seja um bocadinho mais longe.
Tua, também
Babette

Mar disse...

Lembras uma das dádivas maiores da amizade: a da pureza intrínseca do afecto. Que faz com que se fique feliz por alguém só por isso. Por se ficar feliz com as coisas que correm bem. E fazer com que haja sinais disso. Como um almoço, por exemplo. Obrigada pela beleza do gesto. Parabéns à tua amiga. Por ser tua amiga, em primeiro lugar. E pelas coisas boas que se serviram a uma mesa. Sucessos e cartas que são dadas.

Um beijo da tua amiga que teve um dia com coisas pouco luminosas. O teu texto ao final do dia lembrou-me que o mundo irradia beleza. Mesmo que seja um bocadinho turvada, de vez em quando. Mas isso é só de vez em quando:)

Mar