segunda-feira, 27 de abril de 2015

A Magia do Oriente: Bangkok








Este ano, Tailândia. Depois de, no ano passado termos visitado o Japão, uma nova descoberta a Oriente. Bangkok é uma cidade cheia de contrastes, de cheiros, de pessoas amáveis e um trânsito frenético. É uma cidade que também não dorme, e há sempre alguma coisa a acontecer. Come-se na rua, a qualquer hora. Há os templos sagrados, os monges, Buda a cada esquina. E depois há os mercados, as cores, o frenesim de uma cidade que vende tudo. O sagrado e o profano a conviver. Lindo, único, marcante.







quarta-feira, 15 de abril de 2015

Bolo de Amêndoa e um Até Já


O bolo desta semana foi de amêndoa. Muito simples, mais uma variação do bolo de iogurte, desta vez  feito praticamente pelas mãos do meu Diogo. Ficou muito orgulhoso do seu primeiro bolo e eu também, sobretudo por vê-lo feliz ;)

Entretanto, estarei uns dias ausente. A todos, votos de dias tranquilos e felizes e um até já!...


Ingredientes

1 iogurte natural não açucarado
2 vezes a medida do copo de iogurte de açúcar
2 vezes a medida do copo de iogurte de farinha
2 vezes a medida do copo de iogurte de amêndoa moída
1 vez a medida do copo de iogurte de óleo 
5 ovos inteiros
1 colher de chá de fermento
manteiga e farinha para a forma

Preparação

Bater muito bem os ovos com o açúcar. Juntar o iogurte e continuar a bater. Adicionar a farinha, a amêndoa e o óleo e envolver bem. Juntar o fermento e envolver. Levar ao forno, sem pré-aquecer, a 170ºC durante cerca de 40 minutos. Desenformar ainda quente. 

Bom Apetite!

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Filetes de Pescada à Póvoa do Varzim





Uma refeição maravilhosa... Filetes de pescada frescos, com um molho muito aromático e uns acompanhamentos que adoramos: beterraba cozida com molho vinagrete e ervilhas de estalar, salteadas em azeite e alho. Os meninos tiveram direito ainda a umas batatinhas fritas e gostaram mesmo da refeição. Comer peixe pode ser realmente delicioso!...

Ingredientes
(Fonte: Receitas Saudáveis da Cozinha Portuguesa)

500 gr de filetes de pescada frescos 
sumo e raspa de meio limão
1/2 cebola média
2 colheres de sobremesa de manteiga
1,25 dl de vinho branco
1 folha de louro
sumo de 1/2 laranja
1 colher de sopa de alcaparras
sal e pimenta-preta q.b.
1 colher de chá de farinha maizena

Preparação

Temperar os filetes com o sumo de limão, sal e pimenta-preta e deixar marinar durante cerca de 30 minutos. Picar finamente a cebola. Num tacho largo, aquecer uma colher de sobremesa de manteiga e alourar a cebola picadinha. Quando a cebola estiver translúcida, adicionar o vinho branco, a folha de louro, a raspa de limão, o sumo de laranja e a restante colher de manteiga e temperar com pimenta preta. Deixar fervilhar o molho por 10 minutos. Mexer de vez em quando. Adicionar então os filetes e deixar cozer, em lume muito brando, por 15 minutos. Retirar os filetes de pescada, com cuidado, para uma travessa. Desfazer a farinha maizena num pouco de molho e misturar de novo no tacho, mexendo bem e deixando o molho ferver por uns minutos até engrossar. Colocar o molho por cima do peixe e espalhar por cima as alcaparras. Servir com beterraba em cubinhos, temperada com um molho vinagrete e com ervilhas de estalar, salteadas em azeite e alho. Para os gulosos, ou os mais pequeninos, juntar também umas batatinhas fritas em azeite.

Bom Apetite!


sexta-feira, 10 de abril de 2015

Panquecas Fofas de Banana e Maizena



É a receita de sempre. A preferida. A que eles pedem vezes sem conta. Todas as outras são boas, "mas as de banana são as melhores". Com Nutella, para o Diogo. Com mel, para o Rodrigo. Com manteiga de amendoim, doce de morango e gengibre ou golden syrup, para variar. Mas a versão do último domingo de panquecas foi ainda mais especial. À receita de sempre, juntei uma colher de sobremesa de maizena. E elas ficaram fofas, fofas. Uma delícia para os sentidos. Um pequeno-almoço perfeito de fim-de-semana. Fica, então, a nova receita preferida de panquecas. As mais deliciosas e fofas panquecas de banana ;)




Ingredientes

1 chávena (de chá) de farinha integral (usei 3/4 de farinha branca e 1/4 de farelo)

1 colher de sobremesa de farinha maizena
1 pitada de sal
1 ovo
1 chávena (de chá) de leite
1 banana madura 
esmagada
manteiga

Preparação

Misturar bem a farinha com o farelo, a maizena e a pitada de sal. Num outro recipiente, bater o leite com o ovo. Juntar a esta mistura as farinhas e envolver bem. Por último, adicionar a banana previamente esmagada com um garfo. Aquecer uma frigideira anti-aderente e colocar um bocadinho de manteiga. Colocar uma concha pequena de massa e deixar cozinhar mais ou menos 2 minutos de cada lado. Repetir a operação até acabar a massa. (Esta receita rendeu 9 panquecas). Servir simples ou com o que mais se gostar, como golden syrup, mel, amêndoas, doce de fruta ou manteiga de amendoim.

Bom Apetite!



quarta-feira, 8 de abril de 2015

Coxinhas de Frango Recheadas com Alheira






Os dias de fim-de-semana pedem comidas saborosas. Um assado no forno soa sempre bem e sabe ainda melhor. Como neste dia, em que uma coxinhas de frango recheadas com alheira fizeram as delícias de todos, acompanhadas de umas batatinhas assadas muito apetitosas...

Ingredientes

4 coxinhas de frango desossadas, com a pele (pedi-as no talho)
1 alheira
1 dente de alho
sal, flor de sal, pimenta, azeite, vinho branco
3 batatas grandes
2 hastes de alecrim

Preparação

Retirar a pele da alheira. Rechear cada coxa de frango com 1/4 da alheira. Com um fio de cozinha, atar cada uma das coxinhas, mantendo a pele, de forma a prender o recheio durante a cozedura. Descascar as batatas e cortar em cubos. Levar a cozer por 10 minutos. Escorrer. Ligar o forno na função ar circulante com grelha, a 190ºC. Numa frigideira que possa ir ao forno, colocar um fio de azeite, um dente de alho esmagado e levar a aquecer. Quando estiver bem quente, colocar o frango com a pele virada para baixo de forma a tostar bem. Deixar assim por uns 2 minutos. Retirar do lume e, com uma pinça, voltar o frango de forma a que fique com a pele virada para cima e temperar com sal e pimenta. Colocar as batatas em redor e temperar com flor de sal. Regar tudo com mais um fio de azeite e um gole de vinho branco. Colocar duas hastes de alecrim e levar ao forno por 45 minutos, regando com o molho de vez em quando. 

Bom Apetite!




segunda-feira, 6 de abril de 2015

As Lulas Guisadas da Avó Ana



Demorou muito tempo até que sim. Creio que está, a receita das lulas guisadas da minha avó Ana. Que saudades tenho dela! Da sua pele tão branca, dos olhos verdes cor de garrafa, do seu cabelo loiro a cheirar a laca. Da sua mala de viagem vermelha, cheia de roupa para a pôr ainda mais bonita. Vaidosa, sempre arranjada, bem pintada, lábios torneados a fumar cigarros por uma boquilha negra que substituía por novas, sempre iguais, e sempre compradas no mesmo sítio. A minha avó Ana fazia os melhores croquetes, os melhores bifes enrolados, o melhor caril, as melhores lulas guisadas, a melhor aletria e as melhores rabanadas. Todas as receitas tiveram sequência na minha mãe, em mim, na minha irmã e na Irene. Todas menos as lulas. Ninguém voltou a fazê-las como ela. A receita não ficou escrita. Demorei anos até que sim. "Usava vinho tinto ou vinho branco?" - perguntava à minha mãe. "Branco" - respondeu. "E tomate, certo?" "Sim, tomate.. E punha um bocadinho de chouriço!". "E como ficava com aquele molho escuro, cremoso e suave"? Pois... Aí é que foi difícil aprimorar. Daqui e dali vieram tentativas. Lulas frescas, maizena e um pouco de leite, foi a minha conclusão. Só tenho pena de não poderem continuar a ser as lulas dela. Da minha avó Ana. Mas sabes, avó? Soube-me tão bem fazê-las e o Zé gostou tanto!...


Ingredientes (para 2 pessoas)

2 lulas frescas, grandes
1 cebola pequena
1 dente de alho
azeite
1 folha de louro
4 rodelas de um bom chouriço 
meia chávena de chá de vinho branco
tomate frito 
1 colher de chá de maizena
1/4 de chávena de chá de leite
sal, pimenta
salsa picada

Preparação

Numa boa peixaria, comprar lulas frescas e pedir para as arranjar e para as cortar em rodelas para guisar. Num tacho, colocar a cebola e o alho picados, o azeite e deixar refogar um pouco. Colocar as lulas, o chouriço aos pedacinhos, um pouquinho de sal, mexer bem e adicionar o vinho. Envolver bem e deixar evaporar um pouco. Adicionar depois o tomate frito suficiente para, juntamente com o vinho branco, formar uma quantidade de líquido suficiente para quase cobrir as lulas. Se necessário, adicionar um gole de água. Deixar as lulas cozinhar até ficarem bem tenrinhas. Quando cozidas, rectificar o sal e adicionar um pouco de pimenta preta. Medir o leite para uma chávena e acrescentar um pouco do molho das lulas. Desfazer aí a colher de maizena. Voltar a colocar no tacho, mexer bem, e deixar cozinhar por mais uns 2 minutos. Retirar do lume e polvilhar abundantemente  com salsa picada. Servir por cima de pão torrado e acompanhar com um pouco de arroz branco. 

Bom Apetite! 





quarta-feira, 1 de abril de 2015

Compota de Morango e Gengibre


Mais uma receita vencedora. Num domingo à tarde, uma vontade de doce de morango. Lembrava-me deste, da Mar. Olhei para o gengibre e para os morangos e assim de repente tinha um doce de morangos a tempo do lanche e a casa perfumada, com odores doces e saborosos. Parecia Verão, lá fora e aqui na minha cozinha ;) Um doce bem especial, uma combinação, para não variar, perfeita! Obrigada Mar!

Ingredientes
(Fonte: Coisas d'Amar)

1 Kg de morangos
600 gr de açúcar
sumo de 1 limão
1 colher de sobremesa de gengibre ralado

Preparação

Num tacho, colocar os morangos (partidos ao meio), o açúcar e o sumo do limão. Deixar estar em lume forte durante os primeiros dez minutos. Depois, reduzir o calor, e deixar cozinhar por mais meia hora, mexendo ocasionalmente. Cerca de dois minutos antes de retirar do lume, acrescentar o gengibre. Envolver bem, deixar estar os tais dois minutos e retirar do lume. 

Bom Apetite!