quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

Salada de Rúcula com Cogumelos Salteados


Ainda agora estava a começar a Faculdade. Ainda agora estava a habituar-me aquela dimensão, aqueles corredores cinzentos, aqueles anfiteatros em cimento. Aquele espaço que passou a ser o meu e no qual gostei tanto de estar. Ainda agora estavam a começar todos os sonhos do mundo... Dizem que foi há 20 anos que entrei lá pela primeira vez... "Pode lá ser?", penso. Dizem que sim... Ainda agora era também Verão e de repente há cogumelos por toda a parte. Quanto a isso, é fácil: salteados na sertã, misturados com rúcula e depois no prato ;)...

Ingredientes

1 embalagem de cogumelos portobello
azeite
alho
sal
1 mão cheia de rúcula

Preparação

Numa sertã bem quente, em que se coloca um fio de azeite, levar a saltear os cogumelos, previamente lavados e fatiados grosseiramente. Temperar com um pouquinho de sal e de alho picado e deixar cozinhar por uns 15 minutos. Colocar num prato de servir, e misturar com a rúcula, bem lavada e escorrida. Serve de acompanhamento a carnes assadas ou grelhadas ou como entrada, servida com lascas de queijo e chutney de manga.

Bom Apetite!




segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

A minha mana rima com Panquecas ;)






Não conheço ninguém que goste tanto de panquecas como a minha irmã. Diz que imagina o céu como uma sucessão de pequenas nuvens em que se empoleiram panquecas que se sucedem ininterruptamente. Por isso um dia destes foi assim: "mana: há panquecas para o lanche!" E ela veio logo, logo.... e deliciou-se com todas quanto quis ;)






sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

A Sandeira do Porto




Sou fã de pão, como sabem. E gosto mesmo, mesmo de refeições leves com uma sopa, um sumo natural e uma sandes. Vou variando de gostos e sabores (e por vezes opto por outras formulações, claro está ;)...), mas gosto sempre de experimentar este género de opções. Descobri há pouco tempo esta Sandeira na Baixa do Porto e fiquei fã. Que sandes deliciosas e que pão tão saboroso! As combinações são originais e muito bem conseguidas. Nesse dia, uma sandes de presunto, manga e queijo brie para mim e de tomate, sardinha, pimentos e salsa para o Zé. O pão, de mistura, vem torrado, o que torna estas sandes ainda mais "aconchegantes" ao estômago. Temos mesmo que fazer jús à inscrição na parede: nada de ficar à porta!




quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

Feijoada de Verão



Foi uma das receitas deste Verão. Uma feijoada mais leve, com os legumes da estação: cenouras, tomate, courgettes e pimentos. Ficou tão saborosa!... Uma forma de adaptar uma receita às circunstâncias dos dias quentes que já lá vão!...


Ingredientes

500 gr de feijão manteiga
2 cenouras
1 cebola 
1 dente de alho 
1 folha de louro
2 tomates maduros
1 pimento verde
1/2 courgette
azeite
sal, piri-piri e noz-moscada
1/2 chouriço de carne

Preparação

De véspera, demolhar o feijão em bastante água. No dia seguinte, cozer o feijão com água e sal por 30 a 40 minutos, ou até estar bem cozido. Reservar, guardando a água de o cozer. Fazer um refogado com azeite, a cebola e o alho picados. Juntar a cenoura partida às meias luas e o tomate fresco, mexendo bem. Deixar tomar gosto por mais uns minutos. Juntar em seguida o pimento e a courgette aos cubinhos e refogar mais um pouco. Juntar um pouco de sal, piri-piri moído, a gosto, uma pitada de noz-moscada e a folha de louro. Adicionar um pouquinho da água de cozer o feijão e deixar cozer, tapado e em lume brando, até que os legumes estejam quase cozidos. Adicionar o feijão e a água de o cozer. Rectificar os temperos e deixar ferver por uns 5 minutos. 

Bom Apetite!




segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

Petiscos (ainda) de Verão para a Mãe







Celebrar a vida da minha mãe com uma refeição como ela gosta. Petiscos frugais mesmo no fim do Verão. O fim-de-semana que passou foi generoso. O sol voltou a brilhar, os dias estiveram quentes, quase de certeza para lhe alegrar os dias. A minha mãe funciona a sol, a calor, e a abraços das suas pessoas. Estarmos todos juntos, à mesa, terá sido um dos melhores presentes... Parabéns minha querida mãe!






sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Bolo de Iogurte com Canela e Gengibre




A sobremesa do jantar "Quase no fim do Verão" estava muito aromática e especial. A partir deste, da Mar, um bolo delicioso e infalível ;) A base de sempre (do bolo de iogurte) com o toque mágico do gengibre e o conforto da canela. Servi com doce de pêras em calda e foi muito elogiado...

Ingredientes

1 iogurte natural e não açucarado
2 vezes a medida do copo de iogurte de açúcar
4 vezes a medida do copo de iogurte de farinha
1 colher de sopa de canela
1 colher de sopa de gengibre ralado
1 vez a medida do copo de iogurte de óleo 
5 ovos inteiros 
1 colher de chá de fermento
manteiga e farinha para a forma
açúcar confeiteiro para polvilhar

Preparação

Bater muito bem os ovos com o açúcar. Juntar o iogurte e continuar a bater. Adicionar a farinha, a canela, o gengibre e o óleo e envolver bem. Adicionar o fermento e envolver. Levar ao forno, sem pré-aquecer, a 170ºC durante cerca de 45 a 50 minutos. Desenformar ainda quente. Quando estiver frio, polvilhar com açúcar confeiteiro, a gosto. Servir simples ou com doce de pêra.

Bom Apetite!






quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Tarte de Bacalhau com Pimentos



Ingredientes

2 bases de massa quebrada
500 gr de bacalhau desfiado
1 cebola
1 pimento verde
1 punhado de azeitonas pretas descaroçadas
manteiga
1 folha de louro
2 ovos cozidos

1 colher de sopa de manteiga
2 colheres de sopa de farinha
3 dl de leite
noz-moscada
sumo de limão

Preparação

Desfiar o bacalhau o mais fino que se consiga. Picar uma cebolinha e refogar num pouco de manteiga. Juntar o pimento cortado em cubinhos e deixar cozinhar por mais uns minutos. Adicionar o bacalhau, a folha de louro e as azeitonas partidas às rodelas. Deixar cozinhar por 10 minutos. Retirar a folha de louro e reservar. Preparar o molho de béchamel. Num tachinho, derreter a manteiga e juntar a farinha. Envolver rapidamente até formar uma bola. Adicionar o leite, quente, em fio, aos pouquinhos, mexendo sempre até formar um creme bem aveludado. Já fora do lume, temperar com noz-moscada e sumo de limão (não coloquei sal propositadamente, pois o bacalhau era um pouquinho salgado). Deitar o creme sobre o recheio e envolver bem. Forrar uma tarteira com uma das bases e colocar o recheio. Cobrir com as rodelas de ovo cozido e colocar a segunda base de massa. Unir bem as bordas e levar a forno quente, a 180º, por 25 minutos.

Bom Apetite!