segunda-feira, 17 de maio de 2010

Comércio Tradicional





Gosto de passear e comprar no comércio tradicional.... Lojas com história, com passado e com um presente que não devemos descurar, para que também tenham futuro!... O Porto precisa deste cuidado. Em cima, duas famosas mercearias da cidade. Em baixo, umas montras que são um mimo. Apetece comprar tudo: desde alheiras a baby-grows!...




5 comentários:

turbolenta disse...

A Pérola do Bolhão um requinte visual.Uma entrada fabulosa, de irrepreensível bom gosto.Pelo menos para mim que adoro azulejos e quanto mais antigos melhor e estes já têm um bom par de anos.
Devemos apoiar o comércio tradicional. Conhecem os clientes e o atendimento é muito melhor e personalizado. Pena que o Belmiro entre em tudo quanto é cidade... aqui ao pé de mim temos 2 Continentes a uns 2 Km um do outro...não temos hipótese de grande escolha. Deu cabo das lojas todas aqui da zona.
A banca dos enchidos e afins...que regalo para a vista.
A das crianças: se eu tivesse um neto...não me escapava não.
Antiguidades: lol lol
Tenho aqui no meu sótão uma preciosidade parecida. só que de outra marca. Ainda sou do tempo em que havia cursos de dactilografia e estenografia.Com a evolução para os computadores, só mesmo para coleccionadores.
boa semana

Carla disse...

Se há passeio que eu goste de fazer ao Sábado de manhã é uma ida à baixa do Porto, que, infelizmente, está a esmorecer. Vão restando estas pérolas que nos fazem ainda lembrar as ruas cheias de gente, de vida e de história...para não falar das estórias que aquelas paredes devem ter para contar.
Beijinhos.

R.correia disse...

que vista lindissima essa banca de enchidos...
quando estava em portugal ia ao mercado do bolhão muitas vezes.....dà gosto là entrar e là comprar......
bjs e boa semana

Anónimo disse...

Babette,
Como sempre, destaca verdadeiros deslumbramentos para os sentidos! Que bom que é passar diariamente pelo seu blog e, através de um elixir qualquer que consegue transmitir através da "blogosfera", recuperar da confusão do dia a dia!
Bravo Babette, Bravo!
(dito com a mesma eloquência que se diz no final de uma área de opera brilhantemente executada)

Salsa Verde disse...

Também adoro o comércio tradicional. É uma pena que , cada vez mais, tenda a desaparecer, mas enfim...
Acho que é uma questão cultural e devia ser mais bem tratado e preservado.
Lia.