terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Rabanadas


A receita de Rabanadas da minha Avó A. Que agora são feitas pela I. Não consigo comer mais nenhumas a não ser estas que, depois de fritas, são mergulhadas rapidamente numa calda que se mantém fervente e se usa apenas para que aí percam a sua gordura. Mais uma daquelas receitas que envolvem rituais e tradições. A nossa receita de rabanadas, na quantidade generosa que se faz na nossa Véspera de Natal...


Ingredientes


Para as Rabanadas:
2 cacetes (de véspera) partidos às fatias com a espessura de 1 dedo e 1/2
2 litros de leite meio gordo
500 gr de açúcar
3 cascas de limão
2 paus de canela
24 ovos
3 litros de óleo (pode ser necessário mais)
açúcar e canela q.b.


Para cada Calda
(Devem ser feitas de véspera)
700 gr de açúcar
700 ml de água
2 paus de canela
2 cascas de limão
2 cálices de Vinho do Porto



Preparação


De véspera fazem-se duas caldas, em tachos separados, levando ao lume todos os ingredientes, com excepção do Vinho do Porto, deixando-se ferver por 30 minutos. Fora do lume, adicionar o Vinho do Porto a cada calda.  No próprio dia, levar a ferver o leite com o açúcar, as cascas de limão e os paus de canela. Deixar ferver por 2 a 3 minutos. Na batedeira bater 24 ovos até fazerem espuma. Reservar. Dispor as fatias de pão em travessas e regar cada fatia com uma concha de sopa do leite adoçado e quente. Forrar a banca da cozinha com bastante papel absorvente, que se polvilha com açúcar e canela. Num tacho de base larga, colocar 1 litro e 1/2 de óleo a aquecer. Passar cada fatia de pão pelos ovos e fritá-las em lume médio. Viram-se várias vezes até ficarem douradas. Retirá-las para o papel de cozinha e polvilhá-las com mais açúcar e canela. Mudar o óleo ao fim de umas 15 rabanadas.  Levar a ferver novamente uma das caldas e mergulhar rapidamente cada uma das rabanadas, voltando-as umas duas vezes até largarem a gordura. Escorrê-las com uma escumadeira e colocá-las nas terrinas onde vão ser servidas. Levar a ferver por um minuto a outra calda e deitar sobre as rabanadas.


Bom Apetite!

8 comentários:

argas disse...

Lindas que ficaram!!

Mónica disse...

Deliciosas. Essa calda é mesmo ao meu gosto :)

Bolo ao Cubo disse...

Bom dia, tinha que deixar um post... Eu adoro rabanadas. Natal, para mim, sāo as rabanadas. Por nāo gostar das frutas cristalizadas. E esta receita é mais elaborada do que a que reina em casa da minha māe, mas fico com vontade de experimentar!
Obrigada pela partilha,

Um beijinho
Da Pipinha

Mar disse...

E o Natal seria o mesmo sem rabanadas? Acho mesmo que não. Por estes dias, andam a apetecer-me. Um desejo que guardo para a noite de Natal. Consigo disciplinar-me e esperar. Coisa rara em mim, que tenho sempre pressa de tudo, segundo o Vasco:) Mas sabem infinitamente melhor na noite que brilha mais. Gostei muito desta versão da tua família. Curioso como uma receita aparentemente tão clássica consegue beber sempre um bocadinho da alma familiar de cada casa. São assim, as tuas rabanadas.

Um beijo. Num outro dia coberto de gelo. Já com luvas nas mãos. O Inverno veio para ficar, parece. A tempo do Natal.

Mar

Carla disse...

Adoro rabanadas assim douradinhas. Lá em casa nunca faltam as de leite e as de vinho.
Gostei de conhecer esse pequeno truque com a calda.
Beijinhos

Anónimo disse...

deliciosas e com um toque que lhes dá muito brilho (o da calda)!
realmente é nos detalhes que se faz a diferença...
beijos

Babette disse...

Argas e Mónica:
Deliciosas, mesmo!

Pipinha:
Então a 1ª rabanada que como ainda morna.... sabe pela vida e compensa o ano que se passou à espera! Espero que um dia experimentes. Estou certa que todos vão gostar...

Mar:
Um acto disciplinado, esse de tu (conseguires) esperar pela Rabanada do dia 24. Mas de facto sabe melhor nesse dia. (E o pior, ou melhor, é que me continua a saber bem nos dias que se seguem ;)). Um beijo muito amigo, na semana que trouxe o frio a tempo de condizer com a casinha branca que te tem enfeitado os dias...

Carla:
É um truque que faz toda a diferença. Ficam mais saudáveis e o sabor é imperdível.

Anónimo:
Se brilha, essa calda!.... Uma pérola!

Babette

Chris Ferreira disse...

Oi Babete,
Ranabada é tudo de bom. Eu não consigo fazer direito, uma pena...
Um ótimo Natal para vocês.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/