quarta-feira, 8 de junho de 2011

Harvard à nacional


Gosto do que é português. Gosto das nossas louças da Vista Alegre e do requinte que as suas lojas emanam. Gosto muito de alguns Serviços clássicos, que são de sempre, intemporais. Presentes em todo e qualquer enxoval de uma menina de bem, ou heranças que transportam as memórias da família entre gerações. Mas gosto também de perceber que a marca acompanha o ritmo da vida de agora. Que se reinventa. Que se supera. A montra desta loja da Vista Alegre, na Baixa do Porto, atraiu-me imediatamente. O desenho das peças, a lembrar outras Arte Nova,  mas claramente contemporâneo nos motivos e nas cores, prendeu-me. Cativou-me esta linha que tem nome estrangeiro mas que é made in Portugal. Bravo!...




7 comentários:

SarinhaT - No Conforto da Minha Cozinha... disse...

Que lindo.

Lusitana disse...

Adoro louça azul, é muito bom ver o que é nosso quando tem este bom gosto e modernidade.
Beijinho

Mar disse...

Creio que descreveste bem o espírito Vista Alegre. Tenho várias peças. A maior parte antigas. Mas gosto de algumas reinvenções de um dos nossos melhores cartões de visita. Como esta, que partilhaste hoje. Imagens de uma montra na Baixa. Uma maneira de ir num saltinho à tua cidade:)

Um beijo com carinho. Da tua amiga Mar.

Ilídia disse...

Babette, também gosto bastante da Vista Alegre. Tenho um serviço, que fazia parte do meu enxoval (o "filado a prata"). Pelos vistos, também sou uma "menina de bem" :) Tal como a Mar, também gosto de ver a forma como a marca tem acompanhado a modernidade. É, realmente, um motivo de orgulho nacional. Não conhecia este "Harvard". É lindíssimo. Apetece ter. Pena os preços. Um beijo. Ilídia

Babette disse...

Sarinha:
Lindo mesmo. Prendeu-me instantaneamente!

Lusitana:
Pensei o mesmo. A louça azul e branca tão portuguesa; os nossos azulejos tão próprios. E aqui tão moderno e cheio de bom gosto.

Mar:
Sim. Sei que na tua casa, como na minha, convivem peças antigas com as de agora, num convívio inter-geracional muito próprio, E que resulta, não achas?

Ilídia:
Claro que é um orgulho assistir à continuidade das marcas e das memórias. Ter um passado mas também ter um futuro. Podia ser um slogan!

Babette

ameixa seca disse...

Vê-se logo que sou uma menina má... nem enxoval tenho ;)

Maria Santos disse...

Maria

A Vista Alegre tem peças lindissímas. Tenho algumas, gostaria de ter muitas mais.
Nós portugueses devemos valorizar tudo o que temos de prestigiante.