terça-feira, 19 de março de 2013

Para a Madrinha


Gosto muito, muito dos meus padrinhos. A minha Madrinha era a melhor amiga de infância da minha mãe e, enquanto miúdas, prometeram uma à outra que a primeira que tivesse um filho teria a amiga como madrinha. Nasci eu. E formou-se o laço. E se temos a família de sangue como base, não é menos verdade que estes outros laços não possam ser assim especiais. Podemos não estar juntas tantas vezes quanto desejamos, mas tenho a certeza que a minha Madrinha gosta tanto de mim quanto eu dela. Temos um orgulho recíproco. Uma admiração mútua que eu sei que é genuína. E por isso este almoço. Na Casa Branca, a obra que o filho dos meus Padrinhos ajudou a edificar. Muito simbolismo em torno deste almoço. E uma ementa a pensar neles. Coisas de que gostam. Mimos servidos à mesa a quem queremos bem...


6 comentários:

Helena Fontes disse...

São mesmo umas pessoas maravilhosas. Bem hajam. Bjinho

Helena Fontes disse...

São mesmo umas pessoas maravilhosas. Bem hajam. Bjinho

Babette disse...

São realmente, Helena.
Muito bom tê-los aqui.
Babette

Mar disse...

Juntaste o azul e o âmbar. Num entorno branco, concebido pelo filho dos teus padrinhos. Muito linda, a mesa com que os recebeste.
Tenho pensado muito nisto dos afectos. Também pela outra face, a dos (des)afectos. E uma parte muito significativa e luminosa tem vindo de ti. Tenho aprendido muito, contigo. Com a maneira como és. Assim franca, correcta, fiável. Uma presença segura e serena.
Esta mesa. Esta ementa. Mais declinações de ti.
Fazes bem, é o que é.

Um beijo.

Mar

Babette disse...

Fazes de mim mais ;) Não serei tanto assim. Mas sim, valorizo os afectos e isso da fiabilidade. Saber com o que se conta nos outros é realmente importante. Para evitar desilusões. E também sim. Ser correcto e desejar aos outros coisas boas. Tão melhor, assim.
Um beijo
Babette

vera ferraz disse...

Que alegria e amizade se sente por aqui. É bom sentir isto. Admiro o carinho com que imaginas e materializas estas reuniões, tudo ao ínfimo pormenor! Sem dúvida uma inspiração... acho que já disse isto antes!
Um beijinho!