segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Bolo Simples de Iogurte


Se fechar os olhos, não vejo Bolo de Iogurte. Nunca fez parte do nosso reportório de crianças. Mas vejo a minha irmã. Com óculos e caracóis, e a roupa um bocadinho desalinhada. Vejo-me a ensiná-la a andar de bicicleta. Vejo-nos a brincar "às professoras" (ela, sempre a aluna) e às "empresas" (ela, sempre a secretária). Vejo-nos a ler no quarto da nossa avó. A beber pequenos goles de sumol e a prometer que mais tarde é que ia ser. Que cada uma havia de beber um sumol inteiro. Ou quantos quisesse. Fecho os olhos e vejo os seus desenhos de criança. Com muita cor e muita imaginação. Fecho os olhos e temos vestidos feitos pela costureira. Que picavam a ambas. Fecho os olhos e lembro-me do dia em que fui com ela à Faculdade. Uma casa muito grande para a minha irmã, que me parece sempre pequenina. Fecho os olhos e vejo-a a ser cartolada pelo meu Pai. Vejo-a no Juramento de Hipócrates. Vejo-a ao meu lado na Ordem, à espera que os sobrinhos nascessem. Vejo-a a tomar os meus conselhos. Que parecem ser sempre sensatos e amenizadores. Vejo-me a traçar-lhe algoritmos para decisões que eram difíceis. Mas libertadoras, por tudo o que iam pressupor. Fecho os olhos, e enquanto desenformo o bolo ouço-a a entrar em casa dos meus pais. "Vim dar-vos um beijo". E agarra, sorridente, as fatias de bolo quente que havia cortado naquele instante. Muito pouco tempo depois de ter aberto os olhos. Obrigada.

E obrigada à "Mar agregadora". Que com o seu bolo de iogurte me fez regressar lá atrás. A um mundo que, curiosamente, nunca teve bolo de iogurte...

Ingredientes

1 iogurte grego natural e não açucarado
4 vezes a medida do copo de iogurte de açúcar
4 vezes a medida do copo de iogurte de farinha
1 vez a medida do copo de iogurte de óleo 
5 ovos inteiros 
manteiga e farinha para a forma

Preparação

Bater muito bem os ovos com o açúcar. Juntar o iogurte e continuar a bater. Adicionar a farinha e o óleo e envolver bem. Levar ao forno, sem pré-aquecer, a 170ºC durante 50 minutos. Desenformar ainda quente.

Bom Apetite!

13 comentários:

Mané disse...

gostei do bolinho e do chazinho
:)
Boa semana

Anónimo disse...

Lindo o teu texto! Principalmente conhecendo as duas. Que a vossa relação se mantenha sempre assim. E parabéns aos vossos pais pelo que conseguiram. Devem estar mesmo satisfeitos pq essa é a maior missão de uns pais e o maior dos desafios. Se a B. e o J. qd forem adultos tiverem uma relação como a vossa, nesse momento posso morrer tranquila e de certeza que morro completemente concretizada. Bjs, querida Babette! M.

anasbageri disse...

Que bonito o texto de hoje Babette!
´Tu e a tua irmã são quase o meu espelho.
Também havia provas de vestidos e picadelas de alfinetes, e garrafinhas de sumol, eu era sempre a professora e a chefe, acho que por ser a mais velha :)
Não me lembro de comer bolo de iogurte em casa, mas era muito popular entre os meus amigos e lembro-me que toda a gente insistia em dar a receita à minha mãe...
Que bom poderes estar tão perto da tua mana, eu vejo a minha e filha dela acabadinha de chegar via skype....
bjs e boa semana

Mar disse...

As segundas-feiras são assim. Sem dar para respirar. Por isso é que só à hora de almoço é que pude conceder-me uns minutos para vir ler a minha amiga. Liguei-te logo. Não havia tempo para te escrever com calma. Mas dava para isso de te ligar. Só para dizer que era lindo, o teu texto. Pleno de memórias partilhadas com a tua irmã. E da inclusão de um dos bolos mais simples. Bolo de iogurte. Acho que o fundamental é dizer obrigada. Por escreveres mais uma página muito grata na nossa amizade. Mar agregadora. Dizes isso com um carinho irrepetível. Espero estar sempre à altura de merecer o teu carinho. A tua amizade.

Um beijo para ti. E um outro para a tua irmã. Ainda não nos conhecemos. Mas isso é só por enquanto, estou certa.

Mar

Mana disse...

Minha maninha:
Fiquei tão comovida com as tuas palavras, que até me vieram as lágrimas aos olhos.
Serei sempre pequenina enquanto tiver uma irmã tão excepcional como tu.
Adoro-te, para sempre. N

Babette disse...

Mané:
Obrigada!

M:
Não há isso de receitas. São as vivências e o querermo-nos sempre bem. Ainda que diferentes, é acima de tudo isso. Querermos o melhor uma para a outra...

Ana:
Obrigada. Que engraçado, as coincidências. Claro que é por sermos as mais velhas que éramos sempre as professoras ou as chefes ;)

Mar:
Isso. Por enquanto... E foi um impulso teu. E eu gostei muito de te ouvir ao almoço, só para dizeres que gostaste do meu texto. Escrito a propósito de um bolo de irmãs. Assim, com essa receita simples que é no entanto tão saborosa. E as confidências que trocámos em 2 minutos. Eu e tu gostamos do bolo com queijo e com compota. A minha irmã não gosta assim tanto de queijo...
Um beijo grande para a minha Mar agregadora. A ver se amanhã falamos!

Mana:
Um post ao melhor estilo da Tribo...E acabámos por não beber assim muito sumol, não foi? A ver se resolvemos isso em breve ;) Um beijo grande

Babette

turistaocasional disse...

O bolo de iogurte tem um aspecto muito fofinho, óptimo para acompanhar com um chá ou ao pequeno almoço.

Mas foi sobretudo, admito, o texto delicado e amoroso dedicado à tua irmã, o que mais gostei no teu artigo.

Beijinhos

Ilídia disse...

Babette, a minha infância com o meu irmão também não teve bolo de iogurte. Teve outros, mas nunca de iogurte. Curiosamente, também fiz este bolo, da nossa Mar, este fim de semana. Infelizmente, não sei porquê, não cresceu. Há dias assim, em que os bolos simplesmente não saem bem. Pelo menos os meus :( Mas vou tentar novamente, é claro. No meu caso, tem mesmo de ser de olhos bem abertos. A ver se sai bem, da próxima.
Lindo texto ternurento. Que bom quando as nossas memórias de infância são assim. Felizes.
Um beijo,
Ilídia

moranguita disse...

e u m bolo que adoro
e foi o primeiro que afazer
beijinhos

Vera Ferraz disse...

Babette, fiz o de laranja, iogurte e canela e está aprovadissimo!
Depois volto para experimentar este!
Bjinhos

sofia disse...

Deve ser óptimo, vou experimentar.

sofia disse...

Deve ser óptimo, vou experimentar!

Ameixinha disse...

No meu passado houve bolo de iogurte que me foi dado a conhecer pelo meu irmão mais velho mas que eu nunca fiz. Bolo de iogurte é sempre bom :)