sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Mesa para o Almoço de Ano Novo






Este ano, a Quadra Festiva foi especialmente caseira. Muitos dias de casa, com a família, cama, livros, filmes, música, mesas e comida. O Dia de Ano Novo foi mais um desses dias saborosos. E o Almoço correspondeu. Uma mesa que brilhava, no primeiro dia do Ano. Com os dourados dos pratos da minha adolescência, pinhas de Serralves e outros pequenos apontamentos sobre a mesa. A ementa foi escolhida pelo Zé, que me pediu Pato com Mel e Laranja (o molho foi servido à parte, que os meus meninos preferem-no simples) e um Arroz de Molho Inglês com cebolinho, passas e pinhões tostados. Um início de Ano muito terno e saboroso...







12 comentários:

Ana disse...

Bom dia, Babette.
Um início de Ano muito terno, saboroso e muito esmerado. O seu arsenal de louça, para além de variado, é requintado. Achei piada às pinhas. Também mantenho as pinhas pequeninas que apanhei,no mês do Natal, quando casei, há mais de trinta anos... Faço votos para que durante este ano, que amanheceu conturbado, tenha muitos dias ternos e saborosos.
Um bom dia e bom fim de semana.
Bjs
Ana

Babette a festa de disse...

Ana,
Que engraçada, a coincidência. As pinhas grandes são de Serralves, mas as pequeninas apanhei-as em Viana do Castelo, durante um passeio que demos pouco depois de casarmos, há 13 anos atrás. Também as guardo! Estes pratos foram o meu enxoval. Escolhi-os quando tinha 16 anos. 10 anos de namoro e uma avó e sogra colaborativas ajudaram ;) Dias mais luminosos para este ano. Começou triste...
Babette

panelasemdepressao disse...

Querida babette,

Não imagino umamesa mais bonita para dar entrada ao novo ano. Linda, linda! E os pratos, apesar de serem uma escolha de adolescente, já anunciavam a tua predisposição e sensibilidade para o requinte e as coisas belas.
Que este início tão triste não nos apague a esperança na humanidade.
Um abraço,
Guida

Anónimo disse...

Olá Babette,

A mesa está lindíssima, como sempre!

Achei muito engraçado o pormenor das pinhas, antigas e vindas de locais distintos.

Adorei os pratos! De um estilo clássico e portanto, intemporal.

Aliás, a mesa parece que foi posta em minha honra.

O vinho é "Scorpio" e eu sou do signo Escorpião. É muito mal amado, bem sei.

Relativamente ao post anterior, estou como a Mar: não me atrevo a fazer coisas assim por me achar
com muita falta de jeitinho.

E o mal é quando achamos que não conseguimos, nem sequer tentamos.

Já tenho portanto dois assuntos culinários com os quais tenho que acertar contas: o magret de pato e lombo de perú recheado.

É bom assim, ter desafios!

Um beijo do Algarve e votos de bom fim- de - semana,

Sandra Martins

Susana Machado disse...

Tão linda!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Babette a festa de disse...

Guida
penso que se fosse hoje não teria sido essa a escolha, mas foi a decisão dos 16 anos... um bom ano! menos cinzento que o início...

Sandra
Com que então um escorpião ;-) a garrafa da foto é um espumante da bairrada. Apeteceu-nos bebê-lo à refeição de início de Ano. Vai executar esses dois desafios com distinção.
Bom fds.

Su,
Obrigada!

Babette

Lume Brando disse...

Olá Babette, que belo repertório de receitas de pato tens aqui no blog ;)
Obrigada por me mostrares a tua versão do pato recheado com ameixas.
Beijos e uma vez mais, Bom Ano
Teresa

Babette a festa de disse...

Olá Teresa
São todas deliciosas ;-)
Beijinhos

Mar disse...

Olá Babette,

Muito provavelmente, a mais significativa das mesas. Exactamente por ser a do primeiro almoço do ano. E é bom que tenha sido vivida dessa maneira: ternamente. As duas coisas que andam juntas, a mesa e a comida, têm esse efeito. Por isso, não haverá maneira melhor de começar: numa mesa posta com cuidado e com carinho.

E somos tão diferentes: tu a fazeres enxoval e eu num sítio qualquer onde houvesse música e a preocupar a minha mãe:)

A minha dificuldade em relação ao teu post anterior não tem que ver com os recheios. Isso é na boa, que ajudava a minha mãe a fazer recheios para perus inteiros, para assar em fogão a lenha. É a cena de enrolar e de manter direitinho. Esse dado é que me enche a paciência:)

Um beijo.

Mar

Babette disse...

Mar,
Concordo com isso dos começos. Foi bonito e terno, como descrevi...

Nisso do enxoval é que não somos assim tão diferentes ;) Eu não tive enxoval nenhum, para além destes pratos. Fui quase obrigada a escolhê-los, apenas para canalizar a minha sogra para presentes que fossem do meu agrado. Assim eu e ela ficávamos felizes ;) A minha mãe deu-me os dois cursos, como sabes. E disse que isso era o meu enxoval. Que fizesse com eles aquilo que quisesse e de que precisasse ;)
E eu achei óptimo assim. Comprei o que precisei, conforme o meu gosto e de acordo com as minhas possibilidades.
Um beijo
Babette
PS. Nisso do peito de peru direitinho o truque foi pedir ajudar ao Zé. Eu enrolei, mas ele é que atou o fio com muito jeitinho ;)

Bolo ao Cubo disse...

Olá Babette,
difícil escolher o post a comentar... tantas coisas bonitas, assim, juntas. Comida de aconchego, loiça que ajuda a esse aconchego.
Coisas sempre mais bonitas.
Bom ano Babette, e coisas boas !
um beijo,
da Pipinha

Babette a festa de disse...

Pipinha,
Obrigada. A ideia de aconchego é muito feliz. Nas mesas e na comida, de facto.
Um ano Bom!
Babette