segunda-feira, 14 de maio de 2012

Receber na Casa Branca.


As circunstâncias assim o quiseram. Na teia dos afectos que me ligam à Mar há mais um fio. Uma ligação que dificilmente seria previsível, mas que aconteceu de forma muito bonita. Sabíamos que íamos estar juntas no sábado que passou. Esse era o primeiro dado. Temos, por outro, o facto de a Casa Branca ainda não ter sala de jantar. Nem cortinas, nem quadros nem outros que tais. Mas tem cozinha e muita vontade de receber. E assim, sem grande premeditação, aconteceu o facto de a estreia de receber na Casa Branca coincidir com a Mar e o Vasco. Foi um almoço lindo, a que se seguiu uma tarde muito feliz, com toda a família em redor de um acontecimento muito bonito. As circunstâncias têm permitido isto. Acontecer na vida uma da outra e marcar datas com o que podemos fazer de melhor. Dar o nosso carinho, a nossa casa, a nossa comida. Saber que somos incompletos, que a casa está no início, mas que somos inteiros na nossa vontade. Dar-lhe a Primavera, com sabores genuínos e uma sopa que aquece a alma. Dar depois o conforto de uma tarte, e resgatar a receita do arroz que a avó fazia. Lembrar que havia um bolo de chocolate que tinha arrebatado muitos elogios e oferecê-lo. Com o café, os chocolates de que gosta. O branco na mesa. Ainda que a mesa da cozinha. Somos inteiros na vontade, é isso que penso. E queria muito que a Mar viesse à minha casa (ainda) incompleta. Fazer um brinde à amizade e a tudo o mais o que já houve e o que estará para vir. E agradecer o frasco de doce que me trouxe. Obrigada, sim?




Petiscos Iniciais
Creme de Cenoura com Feijão Branco
Tarte de Frango com Molho Aveludado
Arroz Antigo de Alho
Bolo Mousse de Chocolate com Frutos Vermelhos

12 comentários:

saborescomhistoria disse...

Um post muito bonito e escrito com muita sinceridade e boa vontade, afinal as relações devem assentar todas no que somos e não naquilo que possuímos, é o que somos que nos define, e a boa vontade é um sentimento que nos define. Muito bem escrito. Boa semana.

Carla disse...

Uma casa em crescimento é sempre um momento memorável. Um pouco de nós vai-se apoderando de cada canto até a casa ser nossa e dos amigos que nos enchem o coração.
Beijinhos e muitos momentos de felicidade no novo lar.

Fa disse...

Querida Mar,

Penso que foi uma bonita ocasião. Portas que se abrem com carinho e partilha de momentos significativos. O que desejar mais da vida?

Um beijo

Fa

Fa disse...

Querida Babette,

Peço desculpa por ter dirigido o post anterior à Mar. Claro que era para si. Ou melhor, acho que era para as duas.

Um beijo de uma Fa distraída

Babette disse...

Claro que era para as duas...
Um beijo à Fa distraída
Babette

turistaocasional disse...

Olá Babette!

Uma óptima forma de celebrar a mudança para uma nova casa, branca, mais branca, com amigos que são tão queridos e apreciados.

Celebrar a amizade nunca é demais e no dia 12, presumo que foram vários os motivos para comemorar. Pena que não pude participar num evento importante para a vossa família.
Espero que tudo tenha decorrido maravilhosamente bem, e que muitos amigos tenham comparecido num evento tão especial.

Quanto à casa que ainda falta parcialmente mobilar e decorar, porque o tempo ainda não foi suficiente para isso, presumo que entre amigos que se querem bem, muitos formalismos ficam à porta. Afinal a vontade de receber é bem mais forte e supera algumas contrariedades.

Muitos beijinhos e óptimo início de semana

Mar disse...

Não importa nada que ainda não estivessem as coisas que tu escreveste. O importante era ir aí. Pelo acontecimento com data marcada. E pela vossa casa muito branca, de tanta luz. Tão bem recebidos, que fomos. Daquela maneira de que gosto tanto. Concentrada no essencial, que são os afectos. As coisas que nos ligam uns aos outros. Regressei daí com uma alegria silenciosa. Aquele contentamento sereno de quem sente que mais um momento foi integrado. Mais uma coisa vivida. Um dia feliz, o nosso. Precisamos de dias assim. Felizes. A celebrar o fundamental das nossas existências. Muito ligadas. Assim seja sempre.
Tanta coisa para dizer isto. Uma outra vez. Obrigada. Pela amizade que se transforma em coisas assim.

Um beijo de boa semana.

Mar

Susana disse...

Olá Babete, não resisti em deixar umas palavrinhas. Singelas, mas verdadeiras. Taõ verdadeiras como o convivio que se preporcionou na tua casa branca. A uma amiga tão especial. Não interessa se faltam colocar coisas. Interessa sim o acolhimento que se dá a quem nos visita. E isso deu para perceber que existiu com pura franqueza.
também sonho em ter uma casa aqui nos Açores e com uma cozinha branca. Um sonho que espero se concretizar. Por isso senti alegria em saber que o teu foi concretizado. Isso faz-me feliz. Saber que as pessoas são felizes. O mundo seria tão melhor se todos fossem assim. Não achas?
Gostei de te ler. Sempre gostei.

Beijinhos

Babette disse...

Saborescomhistoria:
Isso da boa vontade. No ser, mais do que no parecer. E querer bem a quem nos quer bem...

Carla:
Obrigada. Estamos nesse processo de construção ;)

Turista:
Fizeste falta, sabias? Deixei-te uma mensagem privada no facebook. Não viste?

Mar:
É sempre tão bom estar contigo... Senti-me feliz por te ver feliz. A felicidade contagia. E o mais importante: a dádiva de quem se quer bem. Num pedaço de bolo ou num frasco de doce. Um beijo

Susana:
O teu comentário tb me fez bem. Tenho a certeza que vais ter a tua cozinha branca. É bom ter projectos. Quase tanto como concretizá-los. Sou apologista de que o bem atrai o bem. E a felicidade dos outros a nossa também. O sentimento da inveja não deixa medrar nem crescer. Digo muitas vezes que gosto de estar feliz e de estar rodeada de pessoas felizes. Devia ser assim, eu sei. Nem sempre a vida é feita de momentos alegres, mas são esses que devem servir de bálsamo nas horas menos boas.

Babette

Graça disse...

O mais importante nesta vida é a amizade que se vai construindo ao longo de tempo e que se vai enriquecendo de várias formas. Esta é uma delas e que bela maneira de brindar à amizade, com a inauguração de uma casa e com uma ementa de "fazer crescer água na boca"!
Desejo muitas felicidades!
Graça

anasbageri disse...

Babette,
Que importa se não está ainda tudo pronto? É tão bom poder partilhar as coisas mais simples com os amigos. Não há como estar com os que nos são queridos, num jantar bonito e feito com gosto, num simples almoço de Primavera, a beber chá e ajudar a arrumar as loiças da cozinha nova.
Desejo-te as maiores felicidades na tua nova casa.

bjs

Bolo ao Cubo disse...

Olá Babette,
acho muito bonito ver crescer a casa, a casa branca. E partilhá-la no inicio também, quando todas as possibilidades da casa ainda estão em aberto e é bom partilhar as vontades e os projetos para um cantinho especial ou para a entrada. E quando com amigos, e à mesa, bem melhor. Contente pela Babette e pela Mar, num dia importante para ambas, juntas.

Um beijinho!
da Pipinha que gosta de casas brancas !