segunda-feira, 28 de maio de 2012

Arroz de Bacalhau com Ervilhas de Quebrar




Deverão ter sido as últimas ervilhas de quebrar da estação. Um saquinho pequeno que me chegou às mãos pela minha mãe. "Não chegam para estufar, mas podes fazer um arroz com elas." Foi o que eu fiz. Uma refeição inteira, a partir daqui. Arroz de bacalhau com ervilhas de  quebrar. Ficou delicioso e aromático. E a prova de que com pouco se faz muito. Perfeito.


Ingredientes


1 cebola pequena
1 dente de alho
250 gr de bacalhau desfiado
1 saquinho de ervilhas de quebrar
1 fio de azeite
louro
noz-moscada
sal
1 chávena de chá de arroz basmati
2 chávenas de chá de água


Preparação


Arranjar as ervilhas lavando-as bem e retirando o fio dos lados, se os houver. Refogar a cebola e o alho picados finamente num pouco de azeite. Adicionar as ervilhas e deixar cozinhar por uns 5 minutos. Juntar de seguida o bacalhau e envolver. Temperar com a folha de louro e a noz-moscada. Adicionar a água e deixar ferver. Rectificar o sal, se necessário. Juntar de seguida o arroz e baixar o lume, deixando cozinhar por 13 minutos.


Bom Apetite!



4 comentários:

pipoka disse...

Eu este ano, aproveitei ao máximo a época das ervilhas tortas. Adoro!

bjs

Cinha disse...

Que rico arroz!!!
Tenho um serviço igual(em castanho) ao teu mas de chá,herança da Mãe!!!;)É um dos meus favoritos.
Beijinhos grandes e boa semana.

Mar disse...

Só fiz um arroz destes uma vez, este ano. Não costuma ser assim. Estas ervilhas são tão bonitas. Tão verdes e com aquele quebrar inconfundível. Aqui damos-lhes o nome de ervilhas de quebrar.
Lindas, as tuas fotografias com os pratos cinzentos. Ficam bem com o sol que está lá fora.

Um beijo em início de semana.

Mar

Babette disse...

Pipoka:
Se eu gosto o meu marido delira! E por isso quase sempre que as vejo me deixo tentar...

Cinha:
Infelizmente não tenho muitos pratos deste serviço. Mas gosto muito!

Mar:
Para mim, para nós também são ervilhas de quebrar. Um nome tão bonito, não é? Uma semana boa. A minha está atribulada... estes malditos vírus!

Babette