quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Chutney de Pêssego com Gengibre



Foi generosa, a época dos pêssegos lá em casa. Da I. vieram cestos e cestos de pequenos pêssegos perfumados. Muitos comidos ao natural, outros numa compota fresca a saber a Vinho do Porto, outros ainda numa deliciosa sobremesa que aqui aparecerá em breve. Os últimos foram conservados nuns aromáticos frascos de chutney. Prontos para acompanhar queijos ou pratos de carne no início do Outono...


Ingredientes

1 Kg de pêssegos descascados e cortados em pequenos cubos
1/2 chávena de chá de sultanas
1 cebola pequena picada
2 dentes de alho esmagados
2 malaguetas picadas
1 colher de sopa de gengibre picado
1/2 chávena de chá de açúcar branco
1/2 chávena de chá de açúcar amarelo
1/2 chávena de chá de vinagre de sidra
1/2 chávena de chá de água
1 colher de chá de sal
  
Preparação

Numa panela larga, colocar o vinagre, o açúcar branco e o amarelo e levar ao lume até ferver, mexendo bem. Juntar os restantes ingredientes, reduzir o lume, e deixar cozinhar até que o molho engrosse e os pêssegos fiquem cozinhados e macios (cerca de 20 minutos). Colocar em frascos esterilizados e deixar arrefecer, só os fechando quando o chutney tiver completamente frio. Conservar no frigorífico.

Bom Apetite!



Com esta receita participo no desafio promovido pelo Cinco Quarto de Laranja . O ingrediente "sabor do ano" utilizado foi o Vinagre de Sidra da Gallo.

11 comentários:

turistaocasional disse...

Esta é sem duvida alguma uma forma de fazer render bem os pêssegos e de os conseguir transportar para uma estação em que eles são uma mera miragem.

Presumo que deve ser uma óptima forma de participar num desafio.

Eu também te coloco um desafio hoje. Espreita o meu artigo de hoje, pois quando visitei o museu de que falo hoje lembrei-me de ti e pensei: "este é um museu que a Babette caso não conheça iria adorar conhecer, pois tem muito a ver com ela". E até sei o que poderias responder à questão da exposição temporária: menus.

Beijinhos

O Cantinho da Sophia disse...

Gostei bastante! Parece delicioso.
Beijinhos

Papoila disse...

Como não me lembrei disto quando ainda andavam os pessegos aos tropeções... Vai servir para os figos... Bjs

Ilídia disse...

Esta esta a receita de chutney que tinhas para fazer quando nos encontrámos, no Porto :)Parece maravilhosa. Ainda tenho a minha, de tomate verde, à espera de publicação :) Acho que quando a publicar já não haverá nem um restinho, para amostra :)
Um beijinho,
Ilídia

Anónimo disse...

Adoro

Babette disse...

Turista:
Foi umma boa opção, creio. Ia adorar visitar esse museu, claro! A tua foto-reportagem foi completíssima, como sempre.

Sophia e Papoila:
Ainda vão a tempo de experimentar, não?

Ilídia:
Isso tudo! Lembras-te ;) Fico à espera desse de tomate verde. Deve ser delicioso tb!

Babette

Fragmentos de Ser... disse...

Essa é uma verdadeira
e deliciosa arte.
Adorei.
bjs

Ginja disse...

Gostei deste teu chutney!
Com os pêssegos perfumados da estação.
Que coisa boa.
Um beijinho.

Mar disse...

Chegou por escrito, a notícia deste chutney. Andava eu às voltas com um forno cheio de botões estranhos e escreveste a dizer que um destes frascos tinha o meu nome. As imagens acentuam a vontade de "reclamar" o tal frasco:)

Um beijo.

Mar

foodwithameaning disse...

Que apetitoso ficou o chutney. Acho que vai ser difícil terem de esperar pelos pratos de carne do inverno para saborearem esse chutney bastante original.
Da minha cozinha saiu sábado de manhã um chutney de groselha e maçã com especiarias. Ainda não publiquei, mas não ficou nem sequer de longe com o aspeto do teu.
Um abraço
Patrícia
P.S. A Ilídia veio fascinada com o vosso encontro no Porto. Gostaria de também ter partilhado uns dedos de conversa convosco. Quem sabe se se o próximo meeting não acontecerá aqui nos Açores?

Babette disse...

Fragmentos de Ser e Ginja:
Uma delícia de sabor forte e picante!

Mar:
Está aqui, o frasco. Começo a pensar que se calhar está um pouco forte. Está mesmo picante... Mas olha, se não o comeres hás-de ter alguns amigos que aprovem ;) com queijo ou carne assada fica muito bem!

Patrícia:
E eu igualmente encantada ;) Quem sabe, realmente? Vou ver se faço por isso ;)

Babette