sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Tomo




Em Lisboa, o nosso restaurante japonês favorito é este: Tomo. Foi o eleito para o jantar do meu aniversário, e as opções que seleccionámos revelaram-se deliciosas: atum braseado com cebola crocante, beringela assada com um molho delicioso, sushi variado e, para finalizar, os surpreendentes mas deliciosos gelados de sésamo e de chá verde. Uma referência, este Tomo. Ingredientes de elevada qualidade e peixes muito frescos. Só assim, de facto. Muito, muito bom!




5 comentários:

Diogo Marques disse...

Tanta coisa boa :) Adoro!
-
Diogo Marques
Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
-

Mar disse...

Tão bom, saber de mais um japonês de confiança naquela geografia. Agora tenho uma espécie de problema, quando regressar a Lisboa. Quero muito ir ao Umai em formato pop up, perto da Gulbenkian e também quero conhecer este vosso japonês:)

Logo se vê. Já sabes como é o meu/nosso espírito que não obedece a grandes antecipações.

Um beijo de bom fim-de-semana!

Mar

Ana disse...

Olá Babette.
Imagens muito bonitas e sugestivas. Ainda não tive coragem nem ensejo para me aventurar num restaurante japonês.
Bom fim de semana.
Bjs
Ana

Babette a festa de disse...

Diogo,
Tudo mesmo bom!

Mar,
Para mim é a versão lisboeta do Ichiban. Só em termos de decoração do espaço é que não é tão bonito. Mas é daqueles sítios onde os cozinheiros são mesmo japoneses. É uma aposta segura. Logo verás, que eu bem sei ;)

Ana
Comigo foi assim: a primeira vez que fui a um restaurante japonês foi em Londres, num dos melhores restaurantes do mundo, o Nobu, pela mão do meu marido, há, deixe ver..., 14 anos atrás. A experiência foi tão sublime que durante anos não mais me atrevi a repetir, com medo de me sentir defraudadas. Até que há uns dois anos, uma amiga que agora mora em Lisboa nos convidou para jantar. Era dia de semana, ela saiu tarde e passou num restaurante japonês para resolver o jantar. Confirmei que também gostei muito dessa versão terrena da comida japonesa. Continua das minhas preferências e agora sou capaz de ir a qq sítio que o meu instinto aconselhe. No Japão saltitar entre restaurantes badalados e sushi bares anónimos e fui muito feliz em todos eles. Como digo , peixe, arroz e uma bonita apresentação e está tudo mais que bem ;)
Babette

Babette a festa de disse...

O corrector aldraba algumas palavras mas percebe-se o sentido ;)