terça-feira, 2 de julho de 2013

Quotidiano





Há beleza nas mesas de todos os dias. Um jantar de domingo revelou-se assim. Muito a merecer uma fotografia pela estética agradável com que ficou. A melhor maneira de valorizar os dias passará muito por aí. Por ritualizar as horas vividas, por não deixar passar em vão os momentos que passamos juntos ao redor de uma mesa. Celebrar o quotidiano, então. Como se fosse uma festa.



5 comentários:

Lurdes Losquinhos disse...

Adorei!
Bjs

Mar disse...

As mesas de todos os dias é que são importantes. Por isso, é que é tão importante que sejam bonitas. No final de dias impossíveis, olhar para uma mesa posta com carinho, resgata-nos do que nos cansou ou exacerbou ou tantas outras coisas.
Gostei desta mesa quotidiana. "Só" para os quatro. Tanto, que são quatro pessoas a uma mesa de todos os dias.

Um beijo.

Mar

Priscila Rosa Lima Schulz disse...

Que delícia de postagem. Uma mesa incrível... tenho um quadro desses no blog, mas preciso aprender muito ainda.
Adorei seu blog, já estou seguindo.
Grande abraço

Bolo ao Cubo disse...

E das Coisas d amar salto para a Festa de Babette. Num instante que me sabe tão bem. No meio de todas as coisas deste último / primeiro mês de mãe ! Gosto de uma mesa quotidiana que traz coisas especiais ao dia, só de olhar. Muito serena esta mesa.
E muito bonitas as fotografias da vossa viagem ao outro lado do mar. Um passeio que dou por esta janela. Por isso obrigada !
Beijinhos nossos !

Babette disse...

Lurdes:
Obrigada!

Mar:
Sim, espreitaste uma mesa de domingo à noite "só" para os 4. Também sabe muito bem, esse registo. Mais ainda quando há muitos dias seguidos de mesas com outros números! Um beijo. Cansadita...

Priscila:
Obrigada! Mas é mesmo só uma mesa do dia-a-dia!

Pipinha:
E então essas delícias da maternidade? Ninguém diga que é fácil, apesar de tão belo e especial. São momentos de adaptação de toda a família! Bom que possam existir pausas para espreitar outras vidas. Obrigada pela visita!
Beijos nossos, também.

Babette