terça-feira, 16 de outubro de 2012

Música e um creme de legumes com queijo de cabra curado, tomatinhos cherry e folhas de manjericão



Sabia que este ia ser o maior desafio.... Quando o convidado fosse um músico, eu teria as maiores dúvidas no momento da escolha. Tenho o curso superior de piano do conservatório, e por isso a música  esteve presente desde cedo na minha vida. Remonto à adolescência e o convite só poderia trazer Mozart para jantar (temos até a coincidência de ter nascido no mesmo dia, com 220 anos de diferença!). Pela mão do amor, veio a descoberta de Bach (a matemática - outra das paixões - na música) e de um Beethoven arrebatador. A "5ª Sinfonia" de Mahler, a "Sinfonia Incompleta" de Schubert, "Má Vlast" de Smetana e outras tantas obras e músicos que ficariam por dizer... Teria de alugar um salão para esse jantar!... Mais recentemente, jazz. A música sempre como pano de fundo a diferentes momentos da vida. E a música que marca o nascimento dos meus filhos. As primeiras horas das suas vidas tiveram por cenário o Concerto de Colónia de Keith Jarrett. Estava escolhido o músico. O de há 6 anos. O que marcou a minha vida no momento em que fui mãe.

Para o início desse jantar, uma sopa acolhedora. Um creme de legumes com queijo de cabra curado, tomatinhos cherry e folhas de manjericão. Um naco de pão a acompanhar e um brinde! Silêncio, vai começar o jantar!...

Ingredientes
1 cebola
1 cenoura
2 batatas
1/2 couve coração
1 punhado de feijão verde 
caldo de legumes, azeite, sal

tomatinhos cherry
lascas de queijo de cabra curado
folhinhas de manjericão

Preparação


Colocar esta música a tocar. Entretanto, numa panela alta, refogar a cebola e a cenoura por uns minutos, num fio de azeite. Adicionar os restantes legumes, partidos em pedaços pequenos, e deixar refogar mais um pouco. Cobrir com caldo de legumes e deixar cozinhar em lume brando por uns 40 a 45 minutos. Passar bem na varinha mágica, até obter um creme de textura aveludada. Rectificar o sal, se necessário. Na hora de servir, colocar tomatinhos cherry, umas lascas de queijo de cabra curado, umas folhinhas de manjericão e regar com um fio de azeite.

Bom Apetite!




Participação no 7º Desafio do "Convidei para Jantar", 
este mês promovido pelo blog "Hoje temos para jantar"

13 comentários:

Nizz disse...

Gostei da história, da associação de diferentes estilos de música a diferentes fases da vida, e o creme ficou com um aspecto delicioso!
Beijinhos

Rachel disse...

A música enriquece as experiências da nossa vida. Bom jantar!

turistaocasional disse...

Adorei o teu prefácio, ou neste caso talvez fosse mais correcto dizer prelúdio, já que se relacionou com a música.

O jantar para o teu músico começou certamente da forma mais acolhedora possível, dada a altura do ano que que tal evento ocorre (no Outono).

Só espero que ele seja um músico bastante sensato e ponderado no que toca a alimentação (e não como eu que torço o nariz aos legumes).

Beijinhos

Graça Pereira disse...

O aspecto do creme de legumes está divinal e tenho a certeza que os "músicos da tua vida" se inspirariam nele para uma nova partitura...talvez "Os Sabores Diversos da Horta".
O texto bem escrito faria o enlevo dos literatas da época dos convidados ilustres e o jantar, isso adivinho desde já: foi um SUCESSO!
Beijo
Migá

Manuela Teixeira disse...

O aspeto deste creme é magnifico. Está delicioso e eu que adoro cremes as esse com o queijo, os tomatinhos e o manjericão conquistou-me. Adorei!

Bjnhos e uma maravilhosa semana.

http://saborescomtempo.blogspot.pt

Ricardo Tiago disse...

que belo creme. gostei muito.
Beijinhos

Alice disse...

Gostei muito do texto e da história que conduziu à escolha do convidado, tal como gostei desse creme com o queijo de cabra, deve ser delicioso:)
Beijinhos

Ginja disse...

A música enriquece-nos a vida! E os diferentes momentos que vivemos.
O jantar a avaliar pelo creme deve ter sido muito acolhedor :)
Perfeito.
Beijinho.

Anónimo disse...

musica e uma sopa! dois elementos efémeros, sendo que um deles nem foto se pode guardar!
contudo, a importancia que estes dois elementos têm na vida é extraordinário! claro que podiamos viver sem musica, claro que poderiamos viver sem boa comida, mas a vida seria muito enfadonha (imagino...)!
mas se calhar, també não deixamos de estar a falar da mesma coisa, quero dizer, falar de arte! a arte culinária e a arte musical, ou a mesma arte de encantar...
um beijinho para artista que nos presenteou uma sopa bem afinada, ou como diz o bach, "bem temperada"!...

Babette disse...

Nizz:
Obrigada.

Rachel:
A música está presente na nossa vida!

Turista:
Sim, neste caso foi mais um prelúdio ;) Pelo menos no plano virtual não imagino o meu músico a dizer que não a esta sopa...

Migá:
Que belo título para essa partitura ;)

Manuela e Ricardo:
A sopa em si já era boa... o resto dos "enfeites" só a tornou... irresistível ;)

Alice:
Obrigada. Tentei descrever a dificuldade em seleccionar quem convidar este mês para jantar!

Ginja:
A música enriquece-nos a alma e a sopa a barriga ;) Foi uma bela comemoração!

Anónimo:
A alusão ao "Cravo bem temperado" de Bach só pode trazer nos dedos muita música, não é?...

Babette

Mar disse...

Vi as imagens da tua sopa com música dentro na fase plena da minha gripe. Como me apeteceu suspender o andamento do dia de ontem. Um prato desta sopa. E uma manta quentinha. Não deu para suspender. Arrastou-se, o dia. E eu com ele. Mas sabes, uma das partes gratas do dia foi mesmo o vislumbre desta sopa. Hei-de fazer. E há-de saber-me ao que imaginei.

Um beijo.

Mar

Babette disse...

Mar:
Pudesse eu levar-te um prato dela, agora. Ou ontem, que era quando estavas pior. É uma sopa muito saborosa, com explosões de sabor quando se trinca um pedaço de queijo ou de tomate ou de manjericão... Para quando estiveres boa, então.
Beijo
Babette

Ameixinha disse...

A sopa é, para mim, uma refeição completa, tal como a música completa a vida de todos nós ;)