sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

Feliz Ano Novo!...

 

Termina hoje mais um ano. É tempo de muitos fazerem balanços do que passou... Eu aproveito já para as formulações do novo ano. Dizer que os votos são reiterados. Desejo que o novo ano traga saúde, paz e coisas boas. Que seja um somatório dos pequenos nadas que nos fazem felizes. Que contenha momentos que nos acrescentem. Que, apesar de todas as adversidades que nos anunciam, dia após dia, seja um ano positivo e com esperança. Que se consigam superar obstáculos...

A todos os votos sinceros de um Bom Ano de 2012!

Babette  

quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011

Rabanadas do Majestic



Menti quando, neste post, dizia que não comia rabanadas em mais sítio nenhum que não em casa, pela mão da avó e agora da I. Ou melhor, é verdade, no que respeita às tradicionais rabanadas com calda. Só gosto das de leite e com as voltas que são dadas nas caldas feitas na casa dos meus pais. Mas depois há as rabanadas do Majestic. Sem calda, cobertas com ovos-moles (oh, doce pecado!....) e enfeitadas com passas, pinhões e nozes. Essa é a excepção às outras rabanadas. Por ser tão diferente, mas tão deliciosa.... E já é um ritual da Quadra: ir ao Majestic com a minha mãe e comer uma rabanada. Nesse dia até lá fomos almoçar: um creme de legumes e os seus tão apetitosos preguinhos no pão...




quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011

Douradinhos "a la Babette"



A versão de peixe dos nuggets de frango. Saudável, por ser de forno, e muito apetitoso, pelo crocante irresistível dos corn-flakes na cobertura. Desta vez adicionei aos corn-flakes um pouco de salsa picada, e ficou ainda mais saboroso... Para comer sem culpas, nesta semana que medeia excessos.

Ingredientes

4 lombinhos de pescada
1 clara de ovo
salsa picada
farinha q.b.,
100 gr de corn-flakes
sal, pimenta e sumo de limão
ketchup para acompanhar

Preparação


Cortar os lombinhos de pescada em cubos e temperar com sal, pimenta e sumo do limão. Deixar marinar pelo menos 2 horas. Ralar os corn-flakes e deitar numa tacinha, misturados com salsa picada, a gosto. Escorrer o peixe da marinada, passar por farinha, em seguida pela clara batida em castelo e, finalmente, pelos corn-flakes. Colocar os cubinhos de peixe sobre um tabuleiro forrado com papel vegetal e levar a forno quente (200º C) durante 10 minutos. Virar os cubos de peixe e levar de novo ao forno mais 15 minutos. Servir simples ou acompanhados de ketchup.


Bom Apetite! 

terça-feira, 27 de Dezembro de 2011

Sauté de Marmelos com Vinho do Porto


Um acompanhamento delicioso para carne. Marmelos salteados em manteiga e caramelizados num pouco de açúcar, depois regados com Vinho do Porto. Uma delícia de Inverno. A pedir lareira, família e amigos à mesa. 

Ingredientes

2 marmelos
1 colher de sobremesa de manteiga
1 colher de sobremesa de açúcar amarelo
1/2 cálice de Vinho do Porto
Pimenta

Preparação

Descascar os marmelos e cortá-los em cubos. Numa caçarola, derreter a margarina e envolver o açúcar. Colocar os marmelos e deixar cozinhar por uns minutos. Temperar com um pouco de pimenta. Refrescar com o Vinho do Porto e deixar cozinhar por cerca de 20 minutos, mexendo ocasionalmente.

Bom Apetite!

segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011

Lombinhos de Porco com Alecrim


Espero que o vosso Natal tenha sido quentinho e ternurento... Agora que entrámos na contagem decrescente para um novo ano, deixo uma sugestão que pode ser servida no jantar que encerra 2011. Uns lombinhos de Porco com Alecrim, que eu acompanhei com Sauté de Marmelos e Porto. Hoje, a receita dos lombinhos e amanhã a receita dos marmelos. Uma combinação bem especial...

Ingredientes

4 lombinhos de porco
Alho
Sal
Azeite
Paprika
Polpa de tomate
Vinho Branco
Louro
3 raminhos de Alecrim

Preparação

Numa taça, colocar um dente de alho picado por cada lombinho e duas colheres de chá de sal. Regar com bastante azeite (até cobrir bem os temperos) e mexer o preparado com um garfo. Juntar uma colher de café rasa de paprika por cada lombinho. Também por cada lombinho, juntar uma colher de sopa de polpa de tomate e uma colher de sopa de vinho branco. Colocar os lombinhos na assadeira e picar a carne com uma faca de cozinha, para que o molho se entranhe bem. Pincelar abundantemente cada lombinho com o molho, de ambos os lados. Verter a marinada restante sobre a carne. Colocar uma folha de louro e os raminhos de alecrim. Fica a marinar por 12 horas. Assar em forno a 180ºC, por 1 hora e 30 minutos. Virar a meio da cozedura para tostar dos dois lados. Acompanhar com arroz branco e marmelos salteados com Vinho do Porto.
Bom Apetite! 
 

sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

Feliz Natal!...



Já só falta um dia para a Noite mais bonita do ano. Desejo a todos uma mesa farta, saúde e alegria, família e amigos num convívio sereno e sentido. Que seja uma noite de conciliação, de ternura, de tradição e de esperança. Que em cada mesa haja corações quentes e olhos a brilhar. Com o mesmo encanto de quando se é criança... A todos um Feliz Natal!


Babette



quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011

Sonhos


"Se não demorarem 1 hora certa a fritar, não ficam bons!". É o que diz todos os anos a minha mãe. Esta coisa da cozinha tem regras e alquimia. A textura da massa, a temperatura certa do lume, a cadência da fritura. Tudo se traduz numa receita clara, mas a execução parece tomada por misteriosos pormenores.... Os da minha mãe saem sempre assim: perfeitos. Apesar de os temer. Todos os anos....


Ingredientes

Para os Sonhos:
(Receita do Mestre Silva)

2,5 dl de água e leite, misturados meio por meio
50 gr de margarina
1 casquinha de limão
sal q.b.
150 gr de farinha de trigo
3 ou 4 ovos (conforme o tamanho)
óleo para fritar q.b.
açúcar em pó e canela para polvilhar os sonhos

Para a Calda:
(Receita da D.ª Maria de Lourdes Modesto)

350 gr de açúcar
300 ml de água
1 pau de canela
1 casca de limão
1 cálice de Vinho do Porto


Preparação

Para os Sonhos: Numa caçarola, deitar os 2,5 dl de água e leite, a margarina, a casquinha de limão e uma pitada de sal. Deixar levantar fervura e juntar a farinha de uma só vez, mexendo logo e batendo bem com uma colher de pau, para não granular. Mexer bem sobre o lume até que a massa, formando uma bola, se descole do fundo. Despejar então numa malga, retirar a casca de limão e deixar arrefecer. Juntar depois os ovos, um a um, amassando sempre e batendo muito bem a massa que deve ficar fofa. Deitar óleo numa frigideira de bordo alto, até cerca de 2 dedos de altura. Levar ao lume e deixar o óleo aquecer mas não demasiado. Com uma colher de sobremesa ou de sopa, deitar porções de massa no óleo, deixando fritar muito lentamente com o lume no mínimo. Fritar poucos de cada vez, pois crescem bastante. Durante a fritura, se os sonhos não se virarem sozinhos, ajudá-los a virar até ficarem grandes, lourinhos e fofos. Retirar e escorrê-los bem, dispondo-os num prato e polvilhando com açúcar e canela.

Para a Calda: Levam-se ao lume todos os ingredientes, com excepção do Vinho do Porto, deixando-se ferver por 15 minutos. Fora do lume, adicionar o Vinho do Porto.


Servir os Sonhos regados com a calda, a gosto.

Bom Apetite!

quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011

Bolo Inglês com Frutas


Uma receita alemã de bolo inglês. Bem diferente das tradicionais receitas de bolo inglês. Este é leve e muito fofo. Um bolo de frutas que parece um pão-de-ló. Ou um pão-de-ló que tem frutas. É assim que o descrevo. Em português e feito na minha cozinha. Muito, muito bom.


Ingredientes


3o gr de ameixas secas sem caroço partidas em quadrados pequenos
30 gr de alperces secos partidos em quadrados pequenos
100 gr de passas
30 gr de pinhões
1,5 dl de rum
200 gr de farinha
90 gr de margarina à temperatura ambiente
150 gr de açúcar
raspa de um limão
6 ovos, gemas e claras separadas
açúcar em pó para polvilhar


Preparação


Numa taça, regar as passas, as ameixas e os alperces com o rum. Deixar repousar, tapado, por 1 hora. Forrar uma forma de bolo inglês com papel vegetal. Ao fim de uma hora, retirar a fruta com uma escumadeira e envolvê-la com a farinha, para que se misture melhor na massa. Reservar. Bater a margarina com 50 gr de açúcar até obter uma massa cremosa. Adicionar a raspa da casca do limão e juntar as gemas, uma a uma, batendo bem entre cada adição. Bater as claras em castelo, juntando aos poucos o restante açúcar batendo bem. Com a ajuda de uma espátula juntar 2 colheres de sopa das claras à mistura das gemas mexendo energicamente. De seguida, juntar delicadamente as restantes claras, envolvendo de baixo para cima. Adicionar, por fim, a farinha envolvendo apenas na massa, e garantindo que a massa não perde demasiado volume. Deitar a massa na forma, alisar a superfície e levar a forno pré-aquecido, a 175ºC, por 45 a 50 minutos. Deixar arrefecer dentro da forma. Depois de frio, polvilhar com açúcar em pó.


Bom Apetite!


terça-feira, 20 de Dezembro de 2011

Rabanadas


A receita de Rabanadas da minha Avó A. Que agora são feitas pela I. Não consigo comer mais nenhumas a não ser estas que, depois de fritas, são mergulhadas rapidamente numa calda que se mantém fervente e se usa apenas para que aí percam a sua gordura. Mais uma daquelas receitas que envolvem rituais e tradições. A nossa receita de rabanadas, na quantidade generosa que se faz na nossa Véspera de Natal...


Ingredientes


Para as Rabanadas:
2 cacetes (de véspera) partidos às fatias com a espessura de 1 dedo e 1/2
2 litros de leite meio gordo
500 gr de açúcar
3 cascas de limão
2 paus de canela
24 ovos
3 litros de óleo (pode ser necessário mais)
açúcar e canela q.b.


Para cada Calda
(Devem ser feitas de véspera)
700 gr de açúcar
700 ml de água
2 paus de canela
2 cascas de limão
2 cálices de Vinho do Porto



Preparação


De véspera fazem-se duas caldas, em tachos separados, levando ao lume todos os ingredientes, com excepção do Vinho do Porto, deixando-se ferver por 30 minutos. Fora do lume, adicionar o Vinho do Porto a cada calda.  No próprio dia, levar a ferver o leite com o açúcar, as cascas de limão e os paus de canela. Deixar ferver por 2 a 3 minutos. Na batedeira bater 24 ovos até fazerem espuma. Reservar. Dispor as fatias de pão em travessas e regar cada fatia com uma concha de sopa do leite adoçado e quente. Forrar a banca da cozinha com bastante papel absorvente, que se polvilha com açúcar e canela. Num tacho de base larga, colocar 1 litro e 1/2 de óleo a aquecer. Passar cada fatia de pão pelos ovos e fritá-las em lume médio. Viram-se várias vezes até ficarem douradas. Retirá-las para o papel de cozinha e polvilhá-las com mais açúcar e canela. Mudar o óleo ao fim de umas 15 rabanadas.  Levar a ferver novamente uma das caldas e mergulhar rapidamente cada uma das rabanadas, voltando-as umas duas vezes até largarem a gordura. Escorrê-las com uma escumadeira e colocá-las nas terrinas onde vão ser servidas. Levar a ferver por um minuto a outra calda e deitar sobre as rabanadas.


Bom Apetite!

segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011

Bolo Inglês de Chocolate

 

E eis que chega a semana que antecede o Natal. Parece-me, pelo menos a mim, que passou mais um ano demasiado rápido. Lembro-me de, no início do ano, ter pensado que na semana do Natal haveria de colocar receitas para sobremesas desta Quadra Festiva. E parece-me que essa formulação foi pensada há tão pouco tempo.... Enfim, cá estamos e cá está a primeira sobremesa para este Natal. Um bolo que só ganha com os dias. E que por isso deve ser feito entre hoje e amanhã para que na Noite ou no Dia de Natal esteja em todo o seu esplendor. Um bolo inglês guloso. Com chocolate. E com o sabor do rum a pacificar o doce. Um bolo para a vossa mesa de Natal...

Ingredientes
(Receita da Leonor Sousa Basto, Flagrante Delícia)

190 gr de manteiga amolecida
200 gr de açúcar mascavado claro
4 ovos
250 gr de farinha de trigo
10 gr de cacau
½ pacote individual de levedura química (8 gr)
125 ml de rum
200 gr de frutos secos (nozes, amêndoas, pinhões, etc)
100 gr de chocolate negro de culinária cortado em pequenos pedaços
120 gr de uvas passas
Raspas de Chocolate e cerejas cristalizadas extra para decorar
Geleia de marmelo ou doce de alperce para pincelar
Preparação
Pré-aquecer o forno a 200ºC. Untar e polvilhar de farinha uma forma de bolo inglês com cerca de 26 cm de comprimento. Picar os frutos secos grosseiramente. Juntar as uvas passas. Cortar o chocolate em pequenos pedaços. Bater a manteiga com o açúcar, até que esteja uma mistura cremosa. Adicionar os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Juntar a farinha peneirada com o cacau e o fermento e bater apenas até ligar todos os ingredientes. Incorporar os frutos secos, as uvas passas e o chocolate com movimentos suaves, levantando a massa. Deitar a massa na forma, alisando a superfície. Colocar o bolo no forno e baixar a temperatura para 180ºC. Quando começar a formar-se uma crosta no bolo (10-15 minutos), fazer um golpe longitudinal na superfície do bolo. Deixar cozer por aproximadamente 50 minutos a 1 hora, comprovando com um palito que deve sair seco quando inserido no centro do bolo. Retirar do forno e deixar arrefecer o bolo durante uns 10 minutos antes de desenformar. Regar o bolo com o rum e pincelar com a geleia. Enfeitar com cerejas cristalizadas e raspas de chocolate. Deixar arrefecer completamente. Guardar o bolo refrigerado coberto com papel aderente (conserva-se 1 a 2 semanas) e preparar de preferência 4 dias antes de comer. Retirar do frigorífico cerca de 30 minutos/1 hora antes de comer.
Bom Apetite!



sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011

Puré de Batata e Couve-Flor


Este puré ficou super cremoso e não sabe mesmo nada a couve-flor!... Arrisquei uma proporção de cerca de 2/3 de batata para 1/3 de couve-flor, pois receava que os meus piratas descobrissem o truque e não embarcassem no engodo. Mas não. Adoraram, repetiram, e disseram que a mãe faz comidinha boa. Eu sorri e pensei: "comeram vegetais sem refilar"!...


Ingredientes


4 batatas médias
1/2 couve-flor média
1 colher de sobremesa de manteiga
cerca de 1 dl de leite
sal, pimenta e noz-moscada


Preparação


Colocar as batatas, em frio, em água e sal. Quando ferver, juntar a couve-flor e deixar cozinhar por 20 minutos. Escorrer e passar num passe-vite. Levar ao lume a manteiga a derreter e juntar a batata e a couve-flor. Adicionar o leite, aos poucos, mexendo bem. Temperar com sal, pimenta e noz-moscada. Servir de imediato.


Bom Apetite!



quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011

Pescada Cozida com Molho Verde



Sei que atingi irremediavelmente o estado adulto, quando passei a considerar uma posta de pescada fresca cozida um verdadeiro pitéu.... Então quando a cozo ao vapor, e lasca, por isso, divinalmente, o seu sabor e textura são perfeitos. Desta vez, para fugir à simples pescada cozida ao vapor, decidir preparar um molho verde (diferente) para lhe fazer par. E acompanhei com um puré de batata e couve-flor que estava também delicioso!... Amanhã, essa outra receita!


Ingredientes


2 postas de pescada fresca
2 cebolas
2 cenouras pequenas
salsa
2 chalotas
azeite
sumo de limão
sal, pimenta


Preparação


Numa panela de cozer ao vapor, cozer a pescada, as cebolas e a cenoura, com um pouco de sal, por 25 minutos. À parte preparar o seguinte molho: numa tigela, colocar a salsa e as chalotas picadas. Cobrir com azeite e sumo de limão (na proporção de 3/4 de azeite para 1/4 de sumo de limão). Temperar com sal e pimenta, a gosto. Servir a pescada regada com o molho verde com os restantes legumes.


Bom Apetite!





quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

Porque é bom agradecer...


Tenho a plena consciência de ser afortunada. Pela família e pelos amigos que tenho. Que partilham as horas felizes e nos aliviam nos momentos menos bons. Por isso devo agradecer. E registar a dádiva que é a amizade. Hoje personificada pela amiga que encontrei há um ano exacto. Num dia em que divagações variadas me levaram à pesquisa de um (já célebre) lombo wellington. As coisas boas que um blog de culinária pode trazer. E inesperadas. Como devem ser todas as boas surpresas. A dádiva de uma amizade muito especial. Com muitas afinidades na forma de viver, de entregar, de celebrar o quotidiano. E se se festejam aniversários, acontecimentos e outros que tais, porque não festejar hoje este início de há um ano? Se oferecemos gestos, presentes, mesas, hoje ofereço à Mar este registo. Com flores. E apetece dizer que é bem melhor andar por aqui sabendo que a Mar está por ali... Porque é bom agradecer e cuidar. Das amizades. Das coisas bonitas da vida...


terça-feira, 13 de Dezembro de 2011

Papos de Anjo com Calda de Tangerina



Pensava que era uma coisa muito difícil de fazer. Papos de Anjo. Um dos tesouros da nossa doçaria conventual. Mas quando li a receita da Mónica, pensei para comigo: "É só isto?"... Uns dias mais tarde, uma amiga da minha mãe fez-lhe Papos de Anjo e deixou-me a receita. Igual e por isso igualmente simples. Fi-los pequeninos (como gostamos) e ficaram deliciosos. Uma iguaria que pode ser feita para a Noite de Natal....

Ingredientes

Bolinhos
6 gemas
1 clara 

Calda
300 gr de açúcar
3 dl de água
1 pau de canela
1 casca de laranja
tangerina em calda


Preparação 


Preparar a calda misturando todos os ingredientes numa caçarola e levar ao lume. Deixar fervilhar por 5 minutos exactos. Reservar. Untar 10 a 12 formas de queijadas. Pré-aquecer o forno a 180ºC. Bater muito bem as gemas até ficarem fofas, cerca de 3 a 5 minutos. Bater a clara de ovo até obter picos suaves e envolver delicadamente nas gemas. Encher as formas praticamente até cima e levar ao forno por 10 minutos. Desenformar os papos de anjo ainda mornos e mergulhá-los um a um na calda quente, retirando-os de seguida para o prato de servir. Na calda que sobrar, juntar gomos de tangerinas em conserva. Servir à temperatura ambiente com a calda de tangerina.


Bom Apetite!


segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

Mesa para o Almoço do Zé



Uma mesa em tons de rosa e cinza. Pontuada por um arranjo que já sabe quase a Natal. E pratos de família, copos de agora, na já habitual tradição de usar e misturar. Mesa de Festa. Para celebrar as coisas boas da vida e os momentos especiais que podem acontecer à volta de uma mesa...


sexta-feira, 9 de Dezembro de 2011

Almoço para o Z.


Mais um almoço de aniversário do meu querido Z. Com coisas de que sei que gosta: bôla transmontana (vinda directamente da Pastelaria Gomes, em Vila Real), Risotto de Polvo e Papos de Anjo. Uma refeição muito especial, festejada em família. Mais uma celebração à mesa, numa cadência que soube bem. O aniversariante aprovou a ementa e repetiu todas as parcelas. Foi, por isso, uma aritmética feliz... 




Risotto de Polvo
Papos de Anjo com Calda de Tangerina

quarta-feira, 7 de Dezembro de 2011

Salsa & Coentros



Para quando, em Lisboa, apetecer comer como em casa. Comida caseira, bem-feita, reconfortante. As mesas sempre cheias não enganam. Come-se bem, o serviço é atencioso e o espaço despretensioso. Como o próprio nome indica, há petiscos típicos tanto de um Norte temperado a salsa, como de um Sul polvilhado a coentros. Há alheiras e pézinhos de coentrada. Toucinho do Céu e Encharcada. Umas empadinhas de galinha deliciosas... E muitas outras iguarias. Nessa noite houve, para nós:





Filetes de Pescada com arroz de tomate e pimentos 




Empada de Perdiz com Arroz de Grelos




Sericaia com Ameixas d'Elvas

terça-feira, 6 de Dezembro de 2011

Bolo de Bolacha



Um Bolo de Bolacha delicioso feito pela X. Que encerrou com chave de ouro mais um almoço com pinta entre amigos. Para o P., foi um regresso à infância, recordando-se das vezes em que a mãe lho preparava... Para os restantes foi um doce final para um almoço que já ia a horas altas num domingo de Novembro...


Ingredientes

150 gr de manteiga (ou 100 gr de manteiga + 50 gr de queijo-creme tipo philadelphia)
150 gr de icing sugar
2 colheres de sopa de café solúvel em pó
1 e 1/2 pacotes de Bolacha Maria
Café frio sem açúcar (cerca de 300 ml)
Icing sugar para polvilhar, facultativo

Preparação

Começar por preparar o creme, misturando bem a manteiga (ou a manteiga e o queijo) com o açúcar e, de seguida, o café em pó. Misturar bem até obter um creme homogéneo. Molhar por breves segundos as bolachas no café frio, forrar com elas o prato de servir. Colocar uma camade de creme, nova camada de bolachas embebidas em café, e repetir a operação até terminarem as bolachas. O bolo termina com uma camada de creme de manteiga. Polvilhar com açúcar em pó, se se desejar.

Bom Apetite!


segunda-feira, 5 de Dezembro de 2011

Caril de Camarão com Lima


O caril de sempre com um pequeno twist. Umas gotas de lima no final, para espevitar os sabores. De comer e chorar por mais, com muito arroz e pão naan para que não se perca nem um bocadinho do molho!...


Ingredientes

3 cebolas grandes
2 dentes de alho grandes
1 colher de sopa de margarina 
azeite e sal
1 caldo de marisco
1 lata de leite de côco
1 lata de tomate pelado
3 colheres de sopa de polpa de tomate
2 colheres de sopa de têmpera de caril 
1,5 Kg de camarão grande (peso cozido e com casca)
sumo de lima


Preparação

Descascar os camarões e reservar. Picar, na picadora, as cebolas e o alho. Num tacho largo e grande, refogar essa mistura com a margarina e um fio de azeite por uns 5 minutos. Juntar o tomate em pedaços, o caldo de marisco e o leite de côco e misturar bem. Adicionar a têmpera de caril e rectificar o sal. Cozinhar em lume brando por 20 minutos. Adicionar o  camarão, rectificar os temperos e deixar ferver por mais 5 minutos. Finalizar com umas gotas de sumo de lima. Acompanhar com arroz Basmati e Pão Naan.

Bom Apetite!



sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011

Salada Verde com Maçã e Romã



Antes do Caril, umas entradinhas dignas de registo: mini-chamuças, trazidas da Padaria Ribeiro, rolinhos de azeitona e uma salada diferente, inspirada na Salada que a Mar me serviu no dia em que me recebeu. Uma salada muito fresca, com um sabor delicado e perfeitamente contrastante com os sabores exóticos que estavam na mesa. Uma verdadeira delícia!...


Ingredientes


Alface Iceberg
1 Romã
1/2 Maçã Verde
Azeite e Limão

Preparação



Numa saladeira, colocar a alface e os baguinhos de romã. Temperar com azeite e sumo de limão. Fatiar o mais finamente possível a maçã verde e envolver bem. Servir de imediato.


Bom Apetite!