sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Ricotta Assado no Forno





Um domingo à noite. Uma embalagem de ricotta no fim do prazo. Uma vontade de experimentar novos sabores. Um desejo de um jantar ligeiro. Ricotta assado no forno! Uma delícia!...


Ingredientes

1 embalagem de queijo ricotta
2 ovos, gemas e claras separadas
2 colheres de chá de tomilho fresco
Raspa de um limão pequeno
1/3 de chávena de chá de queijo mozzarella
Sal e pimenta q.b.

Preparação

Bater as claras em castelo. Numa taça, bater o queijo ricotta, com o queijo mozzarella, a raspa do limão e as gemas. Temperar com sal e pimenta, a gosto, e polvilhar com o tomilho. Misturar bem. Juntar as claras em castelo, envolvendo-as delicadamente. Dividir o preparado por 2 ramequins. Levar ao forno, pré-aquecido, por 180ºC, por 20 a 25 minutos. Servir morno, com uma salada de alface e rúcula e azeitonas temperadas.


Bom Apetite!
 

quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Pão Integral com Sementes de Papoila





Mais um pão desta cozinha… a receita de artisan bread é super versátil e permite um sem número de combinações… Neste em particular, sobressai a utilização da farinha integral e as sementes de papoila! Ficou uma delícia…


Ingredientes

1 saqueta de fermento de padeiro seco (11 gr)
1 colher de sopa de sal fino
700 ml de água morna
600 gr de farinha de trigo
200 gr de farinha de trigo integral
100 gr de farelo de trigo
60 gr de gérmen de trigo tostado
40 gr de sementes de papoila

Preparação

Num recipiente de plástico com tampa colocar o fermento, o sal e a água morna. Bater com varas de arame. Incorporar as farinhas e as sementes, mexendo com uma colher de pau, do centro para fora, apenas até ligar os ingredientes. Fica uma massa de consistência bastante pegajosa. Tapar o recipiente e deixar levedar por 2 horas. Está pronta a utilizar ou a ser guardada no frigorífico. Moldar os pães, a gosto, amassando-os muito pouco, para não libertarem as bolhas de ar que se tiverem formado no interior. Pré-aquecer o forno a 200ºC por 10 minutos e colocar no fundo do forno um tabuleiro de inox. Colocar os pães numa superfície enfarinhada, polvilhar com farinha e dar uns golpes no pão com uma faca afiada. Levar ao forno. Imediatamente a seguir, deitar sobre o recipiente previamente aquecido uma chávena de chá de água. O vapor criado ajudará a criar uma côdea estaladiça. Cozer no 190ºC por 40 minutos.

Bom Apetite!

quarta-feira, 28 de Abril de 2010

Bolo de Iogurte e Maçã


Este bolo de maçã é daqueles bem tradicionais, grandes, saborosos, a lembrar tardes bem passadas e lanches convencionais. É um bolo que associo ao frio, talvez porque fique tão bem com uma chávena de chá a acompanhar…. Mas como esta Primavera ainda está tão incerta (apesar destes dois dias de verão que animaram a semana), aqui fica a sugestão. Ainda pode fazer jeito! Para quem, como eu, o associe a dias frios, que guarde a receita até se celebrar o Outono!...


Ingredientes


2 iogurtes naturais
3 medidas do copo de iogurte de açúcar
6 ovos
1,5 copos (de iogurte) de óleo
5 copos (de iogurte) de farinha
2 maçãs
Margarina, pão ralado e canela
Mel diluído em água para pincelar

Preparação


Bater os iogurtes com o açúcar e os ovos inteiros. Adicionar o óleo e a farinha e bater mais um pouco. Descascar as maçãs e parti-las em gomos. Untar uma forma redonda com margarina e polvilhá-la com pão ralado. Verter metade da massa, dispor gomos de maçã e polvilhá-los com canela. Verter a restante massa e sobrepor a restante maçã. Vai a forno pré-aquecido, nos 180ºC, por 50 minutos. Retirar do forno e pincelar o bolo com um pouco de mel diluído em água.


Bom Apetite!

terça-feira, 27 de Abril de 2010

Aos meus Filhos


A Meus Filhos

"A meus filhos
desejo a curva do horizonte.

E todavia deles tudo em mim desejo:
o felino gosto de ver,
o brilho chuvoso da pele,
as mãos que desvendam e amam.

Marga,
meu fermento,
neles caminho e me procuro,
a corpo igual regresso:

ao rápido besouro das lágrimas,
ao calor da boca dos cães,
à sua língua de faca afectuosa;

à seta que disparam os hibiscos
à partida solene da cama de grades,
ao encontro, na praia, com as algas;

à alegria de dormir com um gato,
de ver sair das vacas o leite fumegante,
à chegada do amor aos quatro anos."

António Osório, in 'A Raiz Afectuosa'


Parabéns aos meus filhos, que fazem hoje 4 anos!...

segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Bolo de Noz com Doce de Ovos



O meu pai adora nozes!... Por isso a escolha para o seu Bolo de Aniversário não foi nada difícil!
Fiz uma receita que encontrei aqui, no blog Doces Temperos. É uma receita deliciosa! E, mais importante do que tudo, o pai adorou!...

Ingredientes

Para o Bolo:
185 gr de açúcar amarelo
200 gr de nozes picadas
100 gr de farinha com fermento
7 ovos
125 gr de margarina amolecida
1 pitada de canela

Para o Recheio:
5 gemas
1,5 dl de água
5 colheres de açúcar
uma colher de chá de margarina

Para a decoração:
açúcar em pó
metades de nozes (50 gr)

Preparação

Para fazer o bolo, começar por bater bem a margarina com o açúcar. Adicionar as gemas e bater, de novo, muito bem. Incorporar o miolo de noz, a farinha aos poucos e a pitada de canela, envolvendo tudo com a colher de pau. Bater as claras em castelo e envolvê-las delicadamente no preparado anterior. Untar e polvilhar 2 formas sem buraco de 24 cm de diâmetro e distribuir a massa pelas 2 formas. Levar ao forno pré-aquecido a 170ºC cerca de 25 minutos ou até verificar com um palito que os bolos estão cozidos. Desenformá-los e deixar arrefecer.

Para o recheio, misturar num tachinho a água com o açúcar, as gemas batidas e a manteiga. Levar ao lume brando e mexer sempre até engrossar um pouco. Retirar do lume e continuar a bater até se obter um creme. Usar este creme para cobrir um dos bolos. Colocar em cima o outro bolo e polvilhar generosamente com açúcar em pó. Enfeitar com metades de nozes.

Bom Apetite!


sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Bacalhau Assado no Forno


Uma daquelas receitas que todas as famílias têm.... Estes generosos lombos de bacalhau, servidos no almoço de aniversário do meu pai, estavam deliciosos!... Foram assados no forno de uma forma muito simples e tiveram como acompanhamento: umas deliciosas migas de batata e nabiças, brócolos cozidos e pimentos vermelhos assados. Ficou um prato colorido e muito saboroso!...

Ingredientes (para 6 pessoas)

6 lombos de bacalhau demolhados
Azeite, salsa, cebolinho e tomilho, pimenta e noz-moscada

Preparação

Cobrir o fundo de uma assadeira com um bom fio de azeite. Colocar as postas de bacalhau, com a pele virada para baixo e temperá-las com salsa, cebolinho, tomilho e um golpezinho de pimenta e outro de noz-moscada. Levar ao forno préviamente aquecido, a 170ºC, por 40 minutos. Ir regando de vez em quando com o próprio molho para o bacalhau não secar.

Bom Apetite!

quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Caldo Verde do Mestre Silva


A receita de Caldo Verde que faço (e que se faz também na casa dos meus pais) é a do Mestre Silva!... Receita, por isso, bem tradicional... A luz da fotografia não ficou muito bem, mas até dá um ar "retro" à receita, qual fotografia de cor alterada de uma qualquer teleculinária dos anos 80!...

Ingredientes

1,2 Kg de batata
3 cebolas médias
3 litros de água
1 chouriço de carne e colorau
450 gr de couve para caldo verde, cegada finamente
sal e azeite q.b.

Preparação

Numa panela grande, colocar a água e levar ao lume até ferver. Juntar a batata e a cebola, partidas em cubos pequenos e o chouriço partido ao meio. Temperar com um fio de azeite e sal. Quando levantar de novo fervura, cozer por 40 minutos, em lume brando. Numa outra panela, cozer a couve do caldo verde em água com um pouco de sal por 30 minutos. Escorrer bem. Quando a base da sopa estiver pronta, retirar o chouriço e triturar a base com a varinha. Juntar então a couve, o chouriço às rodelas, e rectificar os temperos.

Bom Apetite!

quarta-feira, 21 de Abril de 2010

Almoço de Aniversário do meu Pai

Bem, isto parece que andamos sempre em festa, e por acaso até tem sido verdade!... É que entre este Jantar do dia do Pai e este Almoço de Páscoa, ainda houve lugar ao aniversário do meu Pai. Foi festejado com um belo almoço, feito pela minha mãe. Eu apenas contribuí com o bolo de aniversário e a organização da ementa. Levei a máquina comigo e fiz a reportagem. Vão seguir-se as receitas, que já passaram de mãe para filha, e são feitas por mim da mesma forma que a mãe as faz. Então, com vossa licença, aqui fica a ementa!...

terça-feira, 20 de Abril de 2010

Café Majestic




Gosto de lanchar aqui, neste café do Porto com tanta história. Foi um lanche óptimo, na companhia da minha mãe. Houve scones com manteiga e compota, torrada de pão de mistura, chá earl grey e sumo de laranja. Houve conversas e houve sol.  Foi muito bom!


segunda-feira, 19 de Abril de 2010

Pão-de-Ló





A reportagem sobre a nossa Páscoa não podia ficar completa sem o Pão-de-Ló. Conforme referi num post mais atrás, as nossas únicas verdadeiras tradições gastronómicas desta quadra são o dito Pão-de-Ló e as amêndoas de chocolate, que de há uns anos a esta parte, vêm sempre da Arcádia.

Ingredientes

9 ovos
o peso dos ovos em açúcar
1/2 do peso dos ovos em farinha
1 colher de chá de fermento

Preparação

Untar uma forma de cone grande, forrar com papel e untá-lo. Bater as gemas com o açúcar pelo menos por 15 minutos. Bater as claras em castelo. Adicionar aos poucos a farinha (juntamente com o fermento) peneirada, alternando com as claras em castelo. Envolver delicadamente com a colher de pau. Levar a cozer em forno pré-aquecido, a 170ºC, por 50 a 55 minutos.

Bom Apetite!

sexta-feira, 16 de Abril de 2010

Doce Branco e Negro

  

Para além do Pão-de-Ló, queria servir uma sobremesa que fosse inspirada no tradicional chocolate que se come na Páscoa, mas que ao mesmo tempo fosse leve e não demasiado calórica. Baseei-me nesta, da colher-de-pau e posso dizer que agradou a todos!.... Acompanhámos com uns morangos servidos inteiros, ao natural, e a combinação resultou maravilhosa....

Ingredientes (para 6 pessoas)

3 ovos
4 colheres de sopa de açúcar
3 colher de sopa de maisena
500 ml de leite
6 bolachas com pepitas de chocolate
60 gr de chocolate negro para uso culinário
60 gr de chocolate branco para uso culinário

Preparação

Num tachinho, misturar os ovos com o açúcar e a farinha. Adicionar o leite, pouco a pouco, e bater com uma vara de arames de modo a não ficar com grumos. Levar ao lume, mexendo sempre, até começar a engrossar. Retirar do calor e dividir o preparado em 2 metades. A uma delas acrescentar o chocolate negro, e à outra o chocolate branco, previamente derretidos em banho-maria. Mexer ambas as misturas, envolvendo bem. Numa taça, colocar a camada de creme de chocolate negro. Polvilhar com 3 bolachas de chocolate esfareladas com as mãos. Colocar o creme branco. Polvilhar com as bolachas restantes, também esfareladas. Servir frio.

Bom Apetite!

quinta-feira, 15 de Abril de 2010

Arroz de Limão



Inspirei-me nesta receita, do Figo Lampo, para fazer um arroz diferente. Combinou na perfeição com o meat loaf. Fica aromático e leve.... Foi mais do que provado e aprovado!...

Ingredientes

- 1 chávena almoçadeira de arroz basmati
- 2 chávenas almoçadeiras de água
- 1 fio de azeite
- 1 dente de alho
- casca e sumo de 1 limão
- sal e pimenta preta q.b.

Preparação
 
Aquecer num tacho o azeite com o dente de alho picado. Juntar o arroz e mexer bem até ganhar côr (uns 2 minutos). Adicionar a água (quente), o sumo e a raspa do limão, e temperar com sal e pimenta, a gosto. Mexer bem. Quando levantar fervura, tapar, baixar o lume para o mínimo, e deixar cozer por 12/13 minutos.
 
Bom Apetite!

quarta-feira, 14 de Abril de 2010

Meat Loaf


Como já expliquei quando apresentei a ementa do Dia de Páscoa, na nossa mesa não há propriamente um prato típico deste dia. Como a maioria não aprecia o tradicional cabrito ou borrego, assam-se outras carnes ou faz-se um prato diferente... como foi o caso deste ano, em que preparei um rolo de carne, receita da Elvira, à boa maneira americana, que é como quem diz, com ketchup! Daí ter usado o nome anglo-saxónico de "Meat Loaf". Ficou aprovadíssimo e já pediram bis!...

Ingredientes (para 6 pessoas) 

3 fatias grandes de pão de forma
1/3 chávena de chá de leite
600 g de carne de novilho magra picada
400 g de carne de porco magra picada
1/2 cebola picada
2 dentes de alho picados finamente
1 ovo grande
1/2 chávena de ketchup
sal e pimenta moída na altura

Preparação

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Forrar uma assadeira com uma folha de papel vegetal. Colocar as fatias de pão no copo da picadora e triturar até obter migalhas. Transferir as migalhas para uma tigela pequena e juntar o leite. Deixar repousar por 10 minutos, mexendo de vez em quando. Colocar as carnes picadas, a cebola ralada, os alhos picados, o ovo e 1 colher (sopa) de ketchup numa tigela grande. Temperar com sal e pimenta. Adicionar o pão demolhado em leite e misturar muito bem com o auxílio de um garfo, mas sem esmagar demasiadamente a carne. Transferir a mistura para a assadeira. Formar o rolo de carne, usando a folha de papel vegetal para enrolar e moldar. Pincelar a superfície do rolo com um pouco do ketchup restante. Levar ao forno por 60 minutos, a 190ºC, até tostar. Pincelar a carne duas vezes com ketchup durante a cozedura.

Bom Apetite!

terça-feira, 13 de Abril de 2010

Folhadinhos de Chèvre e Mel



Mais outra entrada que andava a namorar... Já vi em muitos blogs e até em alguns restaurantes, mas ainda não tinha feito nem provado. Gostei imenso do contraste de sabores. Simples e requintado!... A inspiração para a utilização das folhas de tomilho, que para mim fizeram toda a diferença, veio desta receita da Fa. E mais uma travessa Bordalo Pinheiro...

Ingredientes (6 pessoas)

1 embalagem de massa folhada fresca
6 rodelas de queijo chèvre de uns 3 cm cada
folhinhas de tomilho fresco e mel q.b.
1 gema de ovo para pincelar

Preparação

Estender a massa folhada. Parti-la em 6 pedaços. Colocar uma rodela de queijo chèvre em cada um e polvilhar a gosto com tomilho fresco. Dar a forma pretendida aos pastéis, unindo bem as pontas para não abrirem ao cozer. Pincelar com gema de ovo. Levar ao forno pré-aquecido, nos 180ºC, por 20 minutos ou até ficarem dourados. Regar com mel e servir quentes.

Bom Apetite!


segunda-feira, 12 de Abril de 2010

Profiteroles com Creme de Camarão




Andava com vontade de experimentar uns profiteroles salgados como entrada. Confesso que comprei a massa já feita, que já tinha visto por diversas vezes na Casa Januário (Porto). São profiteroles prontos a usar, e permitem a utilização tanto para doces como salgados. São bastante honestos (todos gostaram), mas eu fiquei com a ideia (lá me vou meter em trabalhos!...) que se os fizesse eu ficavam melhores... (Depois de os tentar fazer, venho cá mostrar como correu!...). O recheio de camarão adaptou-se muito bem a esta massa leve e delicada. A travessa branca, em forma de peixe, onde foram servidos os profiteroles, é mais uma vez da Fábrica Bordalo Pinheiro. Começámos de forma deliciosa o almoço do Domingo de Páscoa!...

Ingredientes para o Creme de Camarão

500 gr de camarão (peso depois de cozido e com casca)
1 cebola pequena
50 gr de margarina
2 colheres de sopa de farinha
1 dl de leite
2 dl de caldo de marisco
1 ramo de salsa
sal, pimenta, noz-moscada, sumo de limão q.b.

Preparação
 
Num tachinho colocar a margarina e a cebola e cozinhar por uns minutos. Polvilhar com a farinha e mexer bem até a farinha formar uma bola e se despegar do fundo do tacho. Aos poucos, regar com o leite e o caldo de marisco. Deixar engrossar, mexendo continuamente. Juntar o camarão, partido em pedaços muito pequenos e envolver. Fora do lume, temperar com sal, pimenta e noz-moscada e umas gotas de limão. Polvilhar abundantemente com salsa picada. Utilizar uma tesoura para abrir os profiteroles e rechear cada um com uma colher de chá bem cheia de creme. Servir à temperatura ambiente.
 
Bom Apetite!
 

sexta-feira, 9 de Abril de 2010

Mesa de Páscoa



Dou hoje destaque à mesa de Páscoa. Procurei que fosse alegre e alusiva à Quadra. A toalha cinzenta foi-me oferecida pela minha mãe no Natal, e teve neste dia a sua estreia. É da Casa Alvarinho, tal como os guardanapos, comprados por mim numa outra altura. Comprei-os então por os ter achado muito versáteis: cada guardanapo tem estampado 4 padrões diferentes, o que permite 4 “variações sobre um mesmo tema” (ou ainda mais porque já os usei misturando os estampados). A única compra deste ano foram os dois chemins, na Lethes Home. Quando os vi, não resisti … Tinha tudo a ver com a Primavera, com a Páscoa e com a minha quinquilharia! Desengane-se quem pensar que gastei uma fortuna: por 8 € cada, vieram os 2 comigo; os copos, da Marinha Grande, já tinham vindo para casa num saldo de 50%, e também se estrearam nesse dia, como copos de água. As parras verdes, para o pão, foram compradas há uns anos na Geneviève Lethu. O serviço é o de todos os dias, da Spal, e os marcadores são da Area. Algumas das taças e das travessas usadas são da Bordalo Pinheiro, incluindo esta abóbora tão mimosa, que “escondia” as amêndoas da pequenada. As flores foram compradas a pensar nos tons da mesa, e as ementas impressas a procurar combinar com tudo o resto. Misturando aqui e ali, temos sempre mesas diferentes e originais!

quinta-feira, 8 de Abril de 2010

Almoço de Páscoa


O Domingo de Páscoa foi passado cá em casa, com os meus pais, a minha irmã e o F. O dia esteve bonito, com sol e algum calor. Foi bom (é sempre!...) estar em família. Fizemos um brinde a quem estava, mas também a quem, não estando, queremos bem e nos quer bem também. Quanto à gastronomia deste dia, tirando as amêndoas de chocolate e o pão-de-ló, não há mais nenhuma tradição “instalada”. Normalmente é um prato de carne, mas não o habitual cabrito ou borrego (só a minha mãe e o Z. é que gostam destas carnes!... Quanto aos outros, nem o cheiro!!!). Por isso pensei (em mais) um menu de festa e numa decoração a condizer, alusiva às cores da Páscoa e a lembrar a tão desejada Primavera.

Amanhã, a reportagem sobre a mesa. Nos dias seguintes, as receitas que compuseram este almoço. Os afectos vividos, esses, ficam para mim...


quarta-feira, 7 de Abril de 2010

Pequenos Presentes


Adoro ler. Gosto (quem não gosta?...) de presentes, sobretudo os "surpresa", aqueles mimos que não estamos mesmo a contar. A minha mãe ofereceu-me há dias este número da revista Ler, cujo conteúdo do mês de Março é-me sem dúvida apelativo (todo dedicado ao mundo culinário!...), e também o famoso livro do Mark Twain, que apesar de ter devorado os respectivos desenhos animados (na minha infância), nunca li. Apropriado, pois como a minha mãe sabe, os meus filhos andam a deliciar-se com os mesmos episódios que me fascinaram em menina. Ainda hão-de ver a Heidi e já viram a Abelha Maia, que aquilo é que eram desenhos animados de jeito, pois então!...Mãe atenta, esta que eu tenho! Obrigada mãmã!....

terça-feira, 6 de Abril de 2010

Bolo Chiffon de Limão recheado com Morangos




Acho que é um dos melhores bolos que eu já fiz (e comi)!.... Com a leveza de um chiffon, o sabor discreto do limão e a cobertura de queijo-creme com os morangos, este bolo fica uma delícia! Além de bonito, claro, que os olhos também comem (neste caso até se babaram)!....  Da receita original, utilizei apenas a do bolo. O recheio e cobertura de queijo-creme já tinha sido por mim utilizado noutra receita, e é uma óptima alternativa às natas, mais saudável e menos calórica. Uma bela forma, portanto, de terminar os festejos do dia do pai!

Ingredientes

Para o bolo:
8 ovos
60 ml de óleo vegetal
2 colheres de sopa de sumo de limão
1 colher de sopa de raspa de limão
80ml de água
½ colher de chá de cremor tártaro
300 g de açúcar
245g de farinha com fermento
½ colher de chá de bicarbonato de sódio
½ colher de chá de sal

Para o recheio e cobertura:
2 embalagens de quijo philadelphia light
2 colheres de sopa de leite
100 gr de açúcar confeiteiro
1/2 colher de café de essência de baunilha
morangos

Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar duas formas de 24 cm com papel vegetal (não untar o papel vegetal). Misturar as gemas, o óleo, o sumo, as raspas de limão e a água. Noutro recipiente, bater as claras com o cremor tártaro em velocidade média até ficar em castelo. Aos poucos, juntar 100g do açúcar e continuar a bater até formar picos moles. Noutro recipiente, peneirar a farinha, juntar o restante açúcar (200g), o bicarbonato e o sal. Misturar. Fazer um buraco no centro e despejar a mistura de gemas. Mexer, formando uma pasta. Juntar ¼ das claras batidas e misturar de baixo para cima, enrgicamente, para dar leveza à massa. Adicionar as claras restantes e misturar delicadamente, sem as quebrar. Dividir a massa pelas duas formas e levar ao forno para cozer durante aproximadamente 20-25 minutos (ou até o palito sair seco). Arrefecer antes de desenformar.

Preparar a cobertura, batendo na batedeira todos os ingredientes (com excepção dos morangos). Rechear com uma parte do creme e dispor morangos fatiados, a gosto. Cobrir com o restante creme e enfeitar com morangos.


Bom Apetite!
 
 

segunda-feira, 5 de Abril de 2010

Tarte de Pescada e Camarão



A Páscoa já passou e ainda ando às voltas com a reportagem do Dia do Pai!... Mas tenho de partilhar esta tarte, que é fantástica!... O recheio é muito suave e cremoso e a massa quebrada combina perfeitamente com os restantes sabores. Servi com um arroz branco (basmati) e uma salada de alface e rúcula temperada com vinagreta de balsâmico. Foi de comer e chorar por mais!...

Ingredientes

2 bases de massa quebrada de compra (fresca)
400 gr de medalhões de pescada
250 gr de camarão (peso depois de cozido e descascado)
1 cebola pequena
1 alho francês pequeno
75 gr de margarina
3 colheres de sopa de farinha
2 dl de leite
2 dl de caldo de cozedura do peixe
1 ramo de salsa
sal, azeite, pimenta, noz-moscada, sumo de limão
1 gema de ovo para pincelar

Preparação

Cozer o peixe em água e sal e guardar o caldo. Desfazer o peixe em lascas e partir o camarão em pedaços pequenos (utilizei camarão que comprei já cozido). Num tachinho colocar a margarina, o alho francês e a cebola e cozinhar por uns minutos. Juntar o peixe e o camarão e polvilhar com a farinha. Mexer bem e, aos poucos, regar com o leite e o caldo de peixe. Deixar engrossar, mexendo continuamente. Fora do lume, temperar com sal, pimenta e noz-moscada e umas gotas de limão. Polvilhar abundantemente com salsa picada. Rechear uma tarteira com uma base de massa, colocar o recheio e cobrir com a outra base de massa. Pincelar com gema de ovo. Levar a forno pré-aquecido, no 180ºC, por 25 minutos.

Bom Apetite!

quinta-feira, 1 de Abril de 2010

Pudim de Salmão



Este Pudim de Salmão tem um sabor e textura requintadíssimos! Foi muito apreciado pelos "pais" e pelos restantes comensais.... Comparado com a outra entrada servida no jantar do Dia do Pai, dá um bocadinho mais de trabalho, mas o sabor compensa o esforço!

Ingredientes

700 gr de filetes de salmão
2 cenouras médias (cerca de 200 gr)
170 gr de leite evaporado não açucarado
3 fatias de pão
3 ovos grandes
100 gr de queijo mozzarella ralado
sumo de 1/2 limão
sal, pimenta q.b.
margarina para untar a forma

Preparação

Untar uma forma pequena de bolo inglês com margarina. Raspar as cenouras, cortá-las ao alto, finamente, e levá-las a cozer em água a ferver, temperada com sal, durante cinco minutos. Mergulhar os filetes de salmão numa caçarola cheia de água fria, previamente temperada com sal. Esperar até ferver, cobrir a caçarola e apagar o lume. Deixar repousar durante cerca de 10 minutos e escorrer bem. Cortar grosseiramente os filetes, colocá-los no liquidificador e triturar em pedaços pequenos. Adicionar o leite evaporado, o pão esmigalhado, o queijo ralado, os ovos batidos e o sumo de meio limão. Temperar com sal e pimenta. Ligar novamente o liquidificador e misturar tudo até obter uma massa bem homogénea. Colocar lentamente o preparado dentro da forma, intercalando  com os pedaços de cenoura, preparados anteriormente. Levar ao forno pré-aquecido, no 180ºC, cerca de 35 minutos. Servir frio.

Bom Apetite! E uma Páscoa doce e Feliz!...