sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

Creme de Brócolos e Lentilhas


Os meus filhos comem muito bem a sopa ... passada! Daí que os cremes de legumes saíam em força da minha cozinha! E a presença da sopa em casa é diária: não a dispensamos! Uma forma muito fácil e saborosa de comer legumes. Um dos tesouros da gastronomia nacional. Viva a Sopa!!!

Ingredientes


2 cenouras
1 batata média
3 cebolas médias
1/4 de couve sabóia
1 nabo pequeno
1 alho francês pequeno
3/4 de chávena de chá de lentilhas descascadas
1 florete grande de brócolo
1 ramo de salsa
2 caldos de legumes
água
sal
azeite

Preparação

Lavar as lentilhas em água corrente. Cortar os legumes em pedaços muito pequenos. Numa panela, deitar os legumes, cobrir com água, juntar os caldos de legumes, a salsa e, depois de ferver, cozer em lume brando por 45 minutos. Passar na varinha mágica e rectificar o sal. Regar com um fio de azeite. 

Bom Apetite!

quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

Migas de Batata




Mais um acompanhamento frequente dos dias frios.... Desta vez acompanharam umas belas alheiras, caseiras e do melhor que há (feitas pelo J., pai da minha querida amiga S.). A receita destas migas foi-me dada pela Tia L. e é saborossímia, uma alternativa muito feliz às simples batatas cozidas...

Ingredientes (Para 2 pessoas)

3 a 4 batatas pequenas
2 cenouras pequenas
1/2 cebola
azeite, sal, salsa picada q.b.

Preparação

Cozer as batatas e as cenouras, partidas grosseiramente, em água com um pouco de sal, por 20 minutos. Escorrer e esmigalhar tudo com um garfo, sem ter a preocupação de que fique totalmente homogéneo. Levar um tachinho ao lume com a cebola picada e o azeite e refogar ligeiramente. Adicionar as batatas e as cenouras e envolver tudo muito bem. Se necessário, juntar um pouco mais de azeite e de sal. Polvilhar com salsa picada, a gosto.

Bom Apetite!

quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Pão de Milho



Tenho feito variadíssimos pães, a partir da receita base do artisan bread. Faço mais ou menos de 3 em 3 dias a receita completa de 1 Kg... para verem como somos dependentes de pão!!! Fica a receita de uma variante que gostamos muito, com um pouco de farinha de milho. Os meus filhos ajudam-me frequentemente a preparar estes pães (não fossem eles os Filhos de Babette!...) e até lhes chamam o pão da família. São uns queridos.... E o pão é mesmo bom!

Ingredientes

1 saqueta de fermento de padeiro seco (11 gr)
1 colher de sopa de sal fino
700 ml de água morna
600 gr de farinha de trigo
100 gr de farinha de trigo integral
100 gr de farinha de milho
60 gr de farelo de trigo
50 gr de gérmen de trigo tostado
20 gr de sementes de sésamo
20 gr de sementes de alfalfa
50 gr de sementes de girassol

Preparação

Num recepiente de plástico com tampa colocar o fermento, o sal e a água morna. Bater com varas de arame. Incorporar as farinhas e as sementes, mexendo com uma colher de pau, do centro para fora, apenas até ligar os ingredientes. Fica uma massa de consistência bastante pegajosa. Tapar o recepiente e deixar levedar por 2 horas. Está pronta a utilizar ou a ser guardada no frigorífico. Moldar os pães, a gosto, amassando-os muito pouco, para não libertarem as bolhas de ar que se tiverem formado no interior. Pré-aqueccer o forno a 200ºC por 10 minutos e colocar no fundo do forno um tabuleiro de inox. Colocar os pães numa superfície enfarinhada, polvilhar com farinha e dar uns golpes no pão com uma faca afiada. Levar ao forno. Imediatamente a seguir, deitar sobre o recepiente previamente aquecido uma chávena de chá de água. O vapor criado ajudará a criar uma côdea estaladiça. Cozer no 190ºC por 40 minutos.

Bom Apetite!

terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Tortellini de Ricotta e Espinafres com Molho de três Tomates


Cedi à tentação de experimentar uns tortellini frescos de ricotta e espinafres... Estão na secção de refeições prontas e massas frescas dos grandes hipermercados e desta vez vieram comigo até casa. Preparei um molho de tomate caseirinho, cozi a massa respeitando as indicações da embalagem e em 3 tempos tinha um almoço preparado!.... e muito saboroso!

Ingredientes 

Para a massa ...

1 embalagem de tortellini de ricotta e espinafres
água e sal

Para o molho de três tomates (para 2 pessoas) ...

1/2 cebola
1 tomate fresco
4 colheres de sopa de polpa de tomate
2 tomates secos hidratados em azeite
sal, azeite, oregãos e/ou salsa

Preparação

Preparar o molho de tomate: refogar a cebola num pouco de azeite. Colocar um tomate fresco partido em pedaços finos e refogar mais um pouco. Ao fm de uns minutos juntar a polpa de tomate e os tomates secos partidos em pequenos pedaços. Estufar lentamente até cozinhar bem o tomate e apurar, o que deve demorar uns 15 a 20 minutos. Temperar de sal e polvilhar com ervas a gosto (oregãos e/ou salsa picada). Triturar o molho com a varinha mágica, de forma a obter um molho espesso e homogéneo.

Cozer a massa de acordo com as indicações da embalagem. Servir imediatamente coberta com o molho de tomate.

Bom Apetite!

segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

Bolo de Cenoura



É a receita de Bolo de Cenoura aqui de casa. Para um momento de festa, faço-o em forma redonda sem buraco e cubro-o com um ganache de chocolate; para o dia-a-dia deixo-o assim simples. Não precisa de balança nem de batedeira. E é ideal para variar os lanches dos meninos no colégio! 

Ingredientes

3 cenouras grandes descascadas e partidas em pedaços
2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha
1 chávena de chá de óleo
4 ovos
1 colher de sopa de fermento
canela (opcional)

Preparação

No liquidificador, bater as cenouras com o açúcar, o óleo e os ovos. Numa taça, colocar a farinha e o fermento e adicionar o creme de cenoura. Envolver com uma colher-de-pau. Levar ao forno pré-aquecido em forma untada e polvilhada de farinha (se for para cobrir com chocolate) ou de canela (se for para ser servido simples). Coze no 170ºC por 40 minutos.

Bom Apetite!

sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Tarte de Frango





Adoro pôr a mão na massa! Empadas, empadinhas, bôlas, tartes, pães e tudo o que envolva amassar e levedar dão-me uma enorme satisfação! Acho mesmo que é terapêutico: relaxa-me, alivia o stress e naquele momento em que estou com a mão na farinha não penso em mais nada!... 

Feito este enquadramento podem crer que já testei umas quantas receitas diferentes de massas. Esta é uma das que mais gosto: o iogurte confere-lhe uma leveza especial, permitindo reduzir a quantidade de gordura utilizada. O recheio varia ao sabor dos ingredientes disponíveis. Neste caso, uns restos de frango assado deram o mote.

Ingredientes

Para a massa ...

2 e 1/2 chávenas de farinha
130 gr de margarina
200 gr de iogurte natural
1 colher de chá de sal
1 gema de 0vo para pincelar

Para o recheio ...

Restos de frango assado desfiado (cerca de 1/2 frango)
2 rodelas de salpicão partidas em pequenos cubos
1 cebola picada
1 lata de ervilhas em conserva
2 ovos cozidos às rodelas
1 colher de sopa de polpa de tomate
salsa picada
azeite, sal, pimenta e noz-moscada q.b.

Preparação

Para a massa ... Numa vasilha colocar a farinha e abrir uma cova no centro, onde se coloca a margarina amolecida (quase derretida), o iogurte e o sal. Misturar os ingredientes com as mãos até se obter uma massa homogénea e com boa consistência. Descansar a massa por 20 minutos no frigorífico, embrulhada em película aderente.

Para o recheio ... Num tacho colocar o azeite e refogar a cebola por uns minutos. Juntar a polpa de tomate e o salpicão e refogar mais um pouco. Adicionar o frango desfiado e as ervilhas e misturar. Se necessário, adicionar um pouco de água para o recheio não pegar. Temperar com um pouco de sal (o frango, sendo assado, já tem tempero), pimenta e noz-moscada. Polvilhar com salsa picada. Reservar.

A montagem ... Untar uma tarteira. Dividir a massa em duas partes. Com o rolo da massa, estender uma das metades até obter a espessura pretendida. Forrar com ela a base da tarteira. Colocar sobre a base da massa o recheio, pressionando-o com uma colher. Cobrir com as rodelas de ovo cozido. Estender a restante massa e com ela cobrir o recheio. Unir as bordas de massa, pressionando-a com as mãos ou com um garfo. Pincelar com gema de ovo e levar ao forno pré-aquecido, no 180ºC, por 25 a 30 minutos ou até a tarte se apresentar dourada.

Bom Apetite!

quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010

Waffles!...



Lá em casa adoramos Waffles!... Para os miúdos é uma diversão fazê-las (e uma diversão ainda maior comê-las!...). Os mais graúdos ficam contentes por ver os meninos entretidos, mas também não dizem que não a uma (ou duas) Waffle(s) com mel...


E aqui fica a imagem delas, solenemente perfiladas, prontas a aterrar no nosso lanche...



A receita foi-me dada pela minha tia L., que é a minha tia pantagruélica, uma verdadeira inspiração. E mais não digo, que a tia L. merece honras de vários posts só a ela dedicados. Fica para já a receita das Waffles, tal como a tia as faz...

Ingredientes

6 ovos
250 gr de farinha
200 gr de açúcar
100 gr de margarina (eu ponho 50 gr de bécel e 50 gr de outra margarina com sal)
1 colher de café de baunilha

Preparação

Na batedeira ligar muito bem os ovos com o açúcar. Adicionar a margarina derretida e a baunilha e continuar a bater. Juntar aos poucos a farinha peneirada e bater só até obter uma mistura homogénea. Na máquina de fazer as waffles, colocar porções de massa. Rende cerca de 16 waffles.

Bom Apetite!

quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Faianças Bordalo Pinheiro



Adoro!... Simplesmente... Genuínamente portuguesa, original e criativa, e no entanto a atravessar uma crise sem igual. Penso que se devia tratar melhor este nosso património. Ter orgulho destas peças, ter personalidade e usá-las. Quem disse que não estão na moda? Eu adoro misturar peças Bordalo Pinheiro com outras louças mais modernas. É essa combinação inesperada que dá a originalidade e o nosso cunho pessoal a uma qualquer mesa. Atrevam-se e cuidem da nossa história!


Fotos retiradas da Internet

segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2010

Filhos de Babette ...

... gostam de cozinhar!...





É o primeiro ano que se mascaram... Deram-me eles a escolher: ou iam vestidos de elefantes, ou de gatos, ou de cozinheiros!... Boa ideia! - disse eu. De cozinheiros, então, e não se fala mais nisso!

E lá ficou a mãe Babette, a babar-se, a vê-los tão atarefados na cozinha, como se estivessem a criar um prato com estrelas Michelin!...

Bom Carnaval!

sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Rolinhos de Beringela recheados com Ricotta



Adoro este prato!... Como-o (quase) sempre que vou a um dos meus restaurantes preferidos de Lisboa: o Mezzaluna. Palavra puxa palavra, saí de lá com a receita, bem simples por sinal. Esta mistura conforta-me a alma!...

Ingredientes

1 beringela
1 embalagem de Queijo Ricotta
Molho de tomate (usei caseiro)
Queijo mozzarella para gratinar
Sal, pimenta, azeite


Preparação

Cortar uma beringela no sentido longitudinal em fatias finas. Levar ao grelhador, com um fio de azeite, e deixar dourar de ambos os lados (uns 2 minutos de cada lado). Numa taça, bater o queijo ricotta com uma vara de arames (se necessário adicionar uns pingos de leite) e temperar com sal e pimenta. Rechear a beringela com o queijo ricotta, no sentido do comprimento, e formar rolinhos. Num pirex dispor um pouco de molho de tomate (de preferência caseiro), colocar os rolinhos e cobrir com mais molho de tomate. Polvilhar com queijo mozzarella e levar ao forno até gratinar.

Bom Apetite!

quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010

Tarte de Tomate e Mozzarella Fresca


Uma Tarte Salgada que é feita repetidamente, desde que a receita foi publicada aqui. É leve e aromática.... acompanhada de uma boa salada é uma refeição ligeira perfeita!...

Ingredientes

1 Base de Massa Quebrada de compra
2 colheres de chá de Mostarda de Dijon
3 tomates de cacho às fatias
sal e pimenta q.b.
manjericão fresco 
1 bola de mozzarella fresca às fatias
2 ovos
50 ml leite


Preparação

Colocar a massa numa tarteira, picar o fundo com um garfo e levar ao forno, nos 180ºC, por 10 minutos. Reservar. Numa taça, bater os ovos e o leite com um garfo. Temperar a gosto com sal e pimenta. Barrar o fundo da massa com a mostarda, dispor as fatias de tomate e de mozzarella, deitar a mistura de ovos e leite e polvilhar com manjericão. Levar ao forno, nos 180ºC, por 25 a 30 minutos.

Bom Apetite!

quarta-feira, 10 de Fevereiro de 2010

Pipocas



Num destes fins-de-semana frios e chuvosos, a tarde de domingo foi passada no sofá, a pôr o cinema em dia, com umas pipocas a acompanhar...

Ingredientes

1/2 chávena de chá de milho
4 colheres de sopa de água
3 colheres de sopa de açúcar

Preparação

Num recipiente alto, com tampa, e que possa ir ao microondas, colocar a água, o açúcar e o milho. Tapar e levar ao microondas por 9 minutos na potência máxima. Uma nota: Só começam a rebentar a partir do 8º minuto!

Bom Apetite!

terça-feira, 9 de Fevereiro de 2010

Pudim de Maracujá em cama de Biscoitos Húmidos de La Reine


Uma sobremesa fresca, a pensar nos dias mais quentes que hão-de vir... Foi servida com gomos de tangerina, que cortam o doce e reforçam o colorido do prato. Levei como sobremesa de um almoço de domingo na casa dos meus pais.

Ingredientes

7 folhas de gelatina
água
3 gemas
1 lata de leite condensado (usei light)
300 gr de polpa de maracujá
1 cálice de licor de maracujá
± 200 gr de palitos la reine
açúcar

Preparação

Colocar as folhas de gelatina de molho em água fria. Partir os ovos, separar as gemas das claras e juntar as primeiras ao leite condensado, numa taça que se possa levar ao microondas. Misturar muito bem com uma vara de arames e levar ao microondas durante 6 a 8 minutos na potência máxima, mexendo energicamente com a vara de arames cada 2 minutos. Diluir 100 gr da polpa de maracujá com 1 dl de água a ferver e juntar o licor de maracujá. Embeber os palitos la reine nesta mistura e forrar com eles o fundo e as paredes laterais de uma forma de bolo inglês forrada com papel vegetal. Escorrer a gelatina e adicioná-la ao creme de leite condensado, mexendo até derreter completamente. Adicionar igualmente a restante polpa de maracujá e misturar bem. Deitar o preparado na forma forrada com os palitos e levar ao frigorífico por algumas horas. Desenformar voltando sobre uma torteira, retirando com cuidado o papel vegetal, e voltando a virar para outro prato. Servir bem frio.

Bom Apetite!

segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Empadinhas de Atum à moda da Ilha Terceira



Um petisco que veio daqui e daqui. Fiquei curiosa com a receita, típica da Ilha Terceira (Açores) e testei-a. Pode não agradar a todos os paladares, já que a massa é adocicada. Mas fica uma combinação bem agradável e bonita aos olhos!

Ingredientes

Para a massa:
½ kg de farinha
100 gr de açúcar
1 colher (chá) de fermento
150 gr de margarina derretida
2 ovos inteiros
Para o recheio:
100 gr de margarina
1 cebola grande picada
2 colheres de sopa de farinha
1 colher de sopa de polpa de tomate
2 latas de atum
sal q.b.
pimenta q.b.
noz-moscada q.b.
salsa picada
Para a decoração:
1 gema de ovo
azeitonas pretas

Preparação
Para fazer a massa, basta amassar todos os ingredientes até se obter uma textura homogénea. Reservar.
Num tachinho, refogar a margarina e a cebola em lume brando até alourar. De seguida , juntar as colheres de farinha mexendo sempre. Adicionar depois a polpa de tomate, o atum (sem o óleo), a salsa picadinha e temperar a gosto com o sal, a pimenta e a noz-moscada. Retirar do lume e reservar.
Para fazer as empadinhas, retirar uma pequena porção de massa, colocar na forminha e moldar com as mãos de forma a forrar o fundo e os lados da forma. No interior, colocar o recheio. Para as tampinhas, retirar mais uma pequena porção de massa, moldar e espalmar com as mãos e colocar a cobrir o recheio.
Pincelar cada empada com gema de ovo e colocar uma azeitona preta em cima carregando até meio. Levar ao forno a cozer, no 180ºC, até ficarem douradinhas (cerca de 25 a 30 minutos). Servir as empadinhas mornas ou frias.

Bom Apetite!

sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Aletria



É o luxo supremo!... Quem comemora comigo o aniversário tem de se resignar ao facto de o bolo de aniversário ser... uma travessa de aletria!... Este ano até houve mais 2 bolinhos, mas os parabéns são cantados a olhar para esta maravilha e a vela está estrategicamente lá colocada... A receita é da minha Avó A., feita pela minha mãe...

Ingredientes

1/2 litro de leite
1 casca de limão
1 pau de canela
8 colheres de sopa de açúcar bem cheias

4 gemas
1 colher de sobremesa de açúcar
um fio de leite

1 chávena almoçadeira de água fria
8 a 9 meadas de aletria 

Preparação

Num tacho largo colocar a água fria e colocar a aletria, desfazendo as meadas com a mão ("abrir" a aletria). Levar o tacho ao lume (brando). Numa taça, bater as gemas com o açúcar e um fio de leite. Num fervedor, levar o leite a ferver juntamente com o açúcar, a casa de limão e o pau de canela. Retirar a casca do limão e o pau de canela. Deitar o leite sobre a aletria e mexer sempre com um garfo até a aletria cozer (cerca de 3 minutos). Fora do lume, deitam-se em fio as gemas mexendo bem. Levar novamente ao lume. Assim que levantar fervura retirar. Deitar a aletria em travessa larga e, depois de arrefecer, enfeitar a gosto com canela.

Bom Apetite!


Fica também o registo fotográfico das outras duas sobremesas...

O Bolo de Laranja com Ganache de chocolate


O Bolo de Frutas Frescas

quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

Feijão Branco estufado com Legumes






A feijoada da minha mãe, quase vegetariana... Por isso nos permitimos a extravagância de a comer ao jantar. Não fica nada pesada. É nutritiva e muito saborosa!...

Ingredientes

1 lata de feijão branco (grande)
1 cebola
1 dente de alho
1 cenoura
1 tomate fresco
4 fatias de salpicão partidas em cubos
1/2 couve coração cegada grosseiramente
1 colher de sopa de polpa de tomate
1 colher de sobremesa de massa de pimentão
1/2 caldo knorr de legumes
azeite, piripiri, noz-moscada, louro, salsa

Preparação

Fazer um refogado com azeite, a cebola e o alho picados. Juntar a cenoura partida às meias luas e os cubinhos de salpicão. Ao fim de uns minutos adicionar o tomate partido em cubos, a polpa de tomate e a massa de pimentão. Deixar tomar gosto por mais uns minutos. Juntar em seguida a couve cegada, o 1/2 caldo de legumes, um piripiri esmagado no almofariz com um pouco de sal e uma pitada de noz-moscada e de louro moído. Cozer, tapado e em lume brando, por 25 minutos. Juntar o feijão com a própria água e deixar ferver por 5 minutos. Rectificar os temperos, se necessário. Polvilhar generosamente com salsa.

Bom Apetite!

quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Sopa de Legumes à Camponesa


Ora os mimos do jantar do meu aniversário começaram com uma bela sopa de legumes, feita pelo meu pai como ninguém. Já tive oportunidade de o apresentar como "grande cozinheiro". Tem mão para o tempero e, pelo menos na cozinha, paciência de chinês! O truque da sua sopa cremosa reside na forma de cortar os legumes da base: quadradinhos bem pequeninos!..

Ingredientes

Para a base...
2 cenouras
1 batata média
3 cebolas médias
1/4 de couve sabóia
3/4 de chávena de chá de lentilhas descascadas
1 ramo de salsa
2 caldos de legumes
água
sal
azeite

Para depois...
1/2 couve branca cortada em juliana grossa
1 cenoura grande às rodelas finas
1 alho francês às rodelas finas
1 nabo às meias luas finas

Preparação

Lavar as lentilhas em água corrente. Cortar os legumes da base em pedaços muito pequenos. Numa panela, deitar os legumes, cobrir com água, juntar os caldos de legumes, a salsa e, depois de ferver, cozer em lume brando por 45 minutos. Passar na varinha mágica e rectificar o sal. Regar com um fio de azeite. Adicionar os legumes reservados e deixar cozer por 20 minutos.

Bom Apetite!

terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

Aniversário da Babette


A tradição da minha família manda que cada aniversariante escolha a ementa do seu dia de aniversário. E direitos são direitos! Cumpridos à risca!... Vai daí eu este ano pedi: uma sopa de legumes feita pelo pai, a feijoada praticamente vegetariana da minha mãe, o imprescindível arroz branco a acompanhar e, como bolo de aniversário, uma bela travessa de aletria, também da mãe, com direito a vela para soprar! Tudo acompanhado com um espumante Murganheira bruto – Reserva de um ano especial (2006). Saiu assim uma combinação pouco ortodoxa, mas que me soube a confort food, a família, a Inverno...

segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Maria de Lourdes Modesto


Uma nova rubrica do Blog: partilhar alguns factos, coisas ou pessoas que se relacionem directa ou indirectamente (assim cabe mais ou menos tudo!...) com culinária. Mas que me digam algo a mim, Babette, e às quais eu possa dizer: Sim, gosto disto!....

Nasce assim, o "GOSTO!"....

E nada melhor do que começar este "Gosto!".... com a Maria de Lourdes Modesto. Gosto e admiro a sua forma de cozinhar, a forma como recriou (e afirmou) a cozinha portuguesa, mantendo a tradição, recolhendo testemunhos, compondo este nosso património. Foi arrojada, criativa, profissional. Desbravou um mundo até então desconhecido!
Diz-me, particularmente, o seu livro de culinária "Cozinha Tradicional Portuguesa". Folheei-o vezes sem conta na casa dos meus pais: penso que é o livro mais genuíno sobre a nossa gastronomia, e tem-me inspirado muitas vezes, sobretudo quando procuro manter tradições! E neste meu recente aniversário foi-mo oferecido pela minha mãe...

A foto retirei-a daqui, onde vos sugiro lerem a entrevista deliciosa que o Jornal i fez à Primeira Dama da cozinha tradicional portuguesa...